Guzmán admite interesse do Boca Juniors, mas foca na Copa do Mundo

CompartilharFechar Comentários
Terceiro goleiro da Argentina no Mundial confessa que defender Xeneizes ou River Plate faz diferença em seu país

Muita gente não concordou, mas Jorge Sampaoli convocou Nahuel Guzmán para a vaga de Sergio Romero. O goleiro do Tigres será o terceiro arqueiro da Argentina na Copa do Mundo. Caballero será o titular e Armani o reserva.

A impressão geral é de que o terceiro goleiro será figura apagada ao longo de um Mundial, mas com Guzmán não foi assim. Desde a estadia em Barcelona, a Argentina não concedeu entrevistas coletivas. O silêncio, porém, acabou nesta quarta-feira (13), e quem o quebrou foi justamente o jogador do Tigres.

Guzmán concedeu entrevista coletiva ao lado de Caballero, e enquanto o titular falou até sobre aborto, mas não comentou muito sobre a preparação hermana para o Mundial, o terceiro goleiro albiceleste foi perguntado sobre as especulações envolvendo uma possível transferência do Tigres para o Boca Juniors.

E Guzmán não só falou sobre a situação, como deu a entender que teria mais apoio da imprensa e dos torcedores se jogasse em um gigante argentino ao invés do Tigres, como ocorre com Armani, goleiro do River Plate, que muitos querem ver como titular na vaga de Caballero.

Nahuel Guzman Mexico Argentina 08092015(Foto: Ronald Martinez/Getty Images)

"Houve uma conversa (entre Boca e Tigres), mas decidi não seguir com este tema para desfrutar deste lugar (seleção argentina na Copa do Mundo) com a responsabilidade que merece. Deixei que outras pessoas se interessem por isso e não tive novidades de mais avanços (nas negociações)", disse.

"Creio que fazer um bom campeonato no Boca ou no River, com a exposição midiática e a força que possuem, pode influenciar (na seleção argentina e em ser titular). Ser goleiro do Boca ou do River faz diferença, mas tendo competência. Tendo um bom semestre ou um bom ano nestes clubes, você mostra muito mais para a torcida argentina, que acaba vendo mais o que se passa dentro do país do que fora, tirando as grandes figuras", completou.

"Não quero dizer com isso que Franco (Armani) não mereceu a oportunidade de estar aqui, não me interpretem de forma errada. Creio que ele mostra no River o que já mostrava no Atlético Nacional, mas que não era falado. É muito merecida a sua chance de estar aqui", concluiu.

Próximo artigo:
Corinthians no Brasileirão 2018: números, gráficos e evolução
Próximo artigo:
Futebol na TV: confira a programação de domingo (22 de julho)
Próximo artigo:
Vasco da Gama x Grêmio: Horário, local, onde assistir e prováveis escalações
Próximo artigo:
São Paulo x Corinthians: Quem venceu mais vezes o Majestoso?
Próximo artigo:
São Paulo 3 x 1 Corinthians: Tricolor joga melhor, vence clássico e segue na cola do Fla
Fechar

Utilizamos cookies para proporcionar-lhe uma melhor experiência online. Se continuar navegando em nosso site, consideramos que está de acordo com a nossa política de privacidade.

Exibir mais Aceitar