Guia da Copa do Mundo 2018: Grupo A pode reservar uma surpresa vinda da África?

Comentários
O grupo conta com o bicampeão Uruguai. Egito, Rússia e Arábia Saudita devem brigar fortemente por vaga nas oitavas de final

Poucos se interessaram pelo grupo A quando o sorteio foi realizado. É considerado o grupo mais fraco tecnicamente dessa Copa do Mundo. Ele conta com a Rússia, Uruguai, Egito e Arábia Saudita.

A classificação de Uruguai e Rússia era dada quase como certa. Porém, um certo jogador começou a ganhar protagonismo na Europa recentemente e pode deixar a disputa mais equilibrada e promover algumas surpresas. Falamos de Mohamed Salah, que liderará a seleção egípcia a uma disputa para classificação.


Rússia

Participações anteriores: 11

Melhor resultado: 4º lugar (1966)

Última participação: 2014 (fase de grupos)


A Rússia se garantiu na Copa automaticamente. Isto é, como é o país-sede do evento, tem direito a uma vaga direta. Todavia, é uma seleção fraca. Desacreditada pelo próprio povo russo e pela imprensa local, poucos apostam que o selecionado nacional poderá sequer lograr uma vaga nas oitavas de final.

Além de tudo, seu principal atacante Aleksandr Kokorin se lesionou jogando pelo Zenit e é desfalque no Mundial. A seleção agora conta com o experiente goleiro Igor Akinfeev, que mesmo tendo protagonizado o grande "frango" da Copa passada, é o principal atleta dessa geração russa.

Akinfeev | 10052018

O time comandado por Stanislav Cherchesov tem uma mentalidade bastante defensiva e joga prioritariamente no contra-ataque. Com uma linha de três zagueiros, os dois alas devem jogar recuados fazendo um 5-4-1.

Russia | 10052018


Egito

Participações anteriores: 2

Melhor resultado: Fase de grupos

Última participação: 1990


O Egito talvez seja uma das maiores surpresas dessa edição da Copa do Mundo. No passado tiveram um status importante dentro do continente africano e são os maiores campeões da Copa Africana de Nações, com sete conquistas. A seleção parece estar vivendo bons tempos e tem ninguém menos do que Mohamed Salah como principal goleador e estrela da companhia.

Os Faraós foram líderes do grupo E das eliminatórias. Jogaram contra Gana, Uganda e Congo. No total, conseguiram 13 pontos, marcando 8 gols e sofrendo 4. Surpreenderam ao deixar a tradicional seleção ganesa com o segundo lugar e fora da Copa. 

Salah | 10052018

O elenco da seleção egípcia é pouco conhecido no mundo, com raras exceções. Jogando no tradicional 4-2-3-1, os africanos contam com jogadores de Premier League como Mohamed Salah, Hegazy e Ramadan Sobhi.

Egito | 10052018


Arábia Saudita

Participações anteriores: 4

Melhor resultado: oitavas de final (1994)

Última participação: 2006 (fase de grupos)


Uma das grandes surpresas dessa edição da Copa foi a classificação da Arábia Saudita. A seleção já fez bonito em 1994 e chegou nas oitavas de final, mas foi seu melhor resultado.

A Arábia Saudita se classificou para a Copa do Mundo ao terminar em segundo lugar no Grupo B de qualificação da AFC, superando a Austrália por causa do saldo de gols. O resultado foi uma final emocionante, com a Arábia Saudita conquistando uma vitória por 1 x 0 sobre o Japão em sua última partida para finalmente garantir sua vaga na Rússia. Tendo feito muitos amistosos, a equipe árabe quer surpreender na Copa com um time sólido.

Al-Sahlawi | 10052018

Com uma formação considerada "moderna", o selecionado da Arábia Saudita vem no 4-1-4-1 e tem, em Al-Sahlawi, sua principal esperança de gols. 

Arábia Saudita | 10052018


Uruguai

Participações anteriores: 12

Melhor resultado: campeão (1930 e 1950)

Última participação: 2014 (eliminada nas oitavas)


Dentre o seleto grupo dos campeões mundiais, deve-se destacar o Uruguai. Bicampeão do torneio futebolístico mais importante do mundo, a seleção Celeste é a grande favorita do Grupo A.

Os uruguaios terminaram a eliminatória para a Copa em segundo lugar (atrás apenas do Brasil). Dos 18 jogos, foram 9 vitórias, 4 empates e 5 derrotas.

Suarez | 10052018

O grande maestro Óscar Tabárez deve alinhar seu time em um 4-4-2 clássico, deixando Suárez e Cavani na frente. Pode alterar para o 4-3-1-2, com a entrada de De Arrascaeta.

Uruguai | 10052018

Próximo artigo:
De Gea insinua novo contrato com o Manchester United
Próximo artigo:
Rei dos hat-tricks na Champions , Messi é exaltado após goleada do Barcelona
Próximo artigo:
Conheça mais sobre o Atlético Tucumán, adversário do Grêmio na Copa Libertadores
Próximo artigo:
Messi faz história na Champions League e indica que pode liderar Barcelona de volta ao topo da Europa
Próximo artigo:
Com 13 treinadores, gestão Bandeira de Mello mostra falta de convicção na hora de escolher comandantes
Fechar