Felipão destaca "espírito de Libertadores" e admite que quase assumiu o Paraguai

CompartilharFechar Comentários
Scolari valorizou o trabalho feito por Roger Machado depois da vitória do Palmeiras sobre o Cerro Porteño

Luiz Felipe Scolari teve uma noite de satisfação na última quinta-feira (09). O Palmeiras derrotou o Cerro Porteño por 2 a 0, com direito a dois gols de Borja, e ficou bem perto de avançar às quartas de final da Copa Libertadores.

Apesar de um primeiro tempo de pouca inspiração, o time alviverde aproveitou as chances que teve depois do intervalo e surpreendeu o time da casa. Para Felipão, houve um "espírito de Libertadores" que nasceu graças a seu antecessor Roger Machado.

"O espírito de Libertadores estava impregnado no trabalho do Roger. Ele ganhou os três jogos fora de casa. Percebemos que a equipe estava organizada e com um espírito muito forte, mas já vinha do Roger", disse o treinador.

Scolari ainda revelou que ficou perto de assumir a seleção do Paraguai. O que o impediu? O chamado para voltar ao Palmeiras.

"Tive em contato por praticamente 20 dias com o presidente (Robert Harrison, da Associação Paraguaia de Futebol). Ouvi, estava dialogando quando viria, com quem viria, de que forma eu faria o trabalho, mas eu estava em Lisboa e tive a proposta do Palmeiras", explicou. 

"Que fique para uma próxima. Quem sabe um dia podemos trabalhar juntos", disse Felipão.

Próximo artigo:
Vitória no Brasileirão anima Gabigol para oitavas da Libertadores: “manter essa pegada”
Próximo artigo:
Há dois anos, Brasil de Neymar e Gabriel Jesus faturava o inédito ouro olímpico
Próximo artigo:
Com mais chances no Real, Ceballos pede que time 'esqueça' CR7: "o que ele tem a dizer não nos afeta"
Próximo artigo:
La Liga: saiba por que Coutinho foi reserva na estreia do Barcelona
Próximo artigo:
Ninho do Urubu: depois da queda de rendimento, diretoria Rubro-Negra se mostra fadada ao "cheirinho" de derrota
Fechar