Dembélé, o ‘Mosquito’ do Barcelona que enfim mostrou o seu valor

Comentários
O atacante francês chegou com a responsabilidade de substituir Neymar e, após uma temporada fraca, virou um dos protagonistas

Vidas podem ser alteradas em apenas um instante, e o futebol nos mostra frequentemente isso. Um dos vários exemplos é Ousmane Dembélé, que chegou a cogitar a sua saída do Barcelona após uma péssima primeira temporada e agora vive o seu melhor momento no Camp Nou.

Dembélé chegou ao Barça em 2017, contratado por € 145 milhões (valor recorde para o clube na época) para ser o substituto de Neymar em campo. Entretanto, foi atrapalhado por duas lesões que lhe tiraram a oportunidade de mostrar seu real valor para o técnico Ernesto Valverde. Enquanto o ponta francês se recuperava dos problemas físicos, o comandante do Barça encontrou a formação de 4-4-2 que lhe deu solidez defensiva e ajudou nos títulos espanhol e da Copa do Rei.

Apesar dos títulos domésticos conquistados na temporada passada, a importância de Dembélé foi muito menor do que se imaginava. Mas as coisas coincidentemente começaram a melhorar para o francês a partir do momento em que Philippe Coutinho chegou ao clube, tomando o lugar de contratação mais cara por causa da etiqueta de € 160 milhões. Ainda não era o bastante, mas a maré dava, ali, os primeiros sinais de mudança.

A grande prova de talento veio na Supercopa da Espanha, quando Dembélé garantiu o primeiro troféu da temporada com um golaço marcado nos últimos minutos do duelo contra o Sevilla. Aquela vitória colocou um ponto final em suas dúvidas sobre a continuidade no Barcelona, anteriormente aumentadas pela chegada de Malcom, outro atacante que atua pelos lados do campo, contratado junto ao Bordeaux.

Ousmane Dembele Barcelona La Liga 2019(Foto: Getty Images)

Desde então, Dembélé marcou outros dois gols na caminhada até o momento perfeita do Barcelona na liga espanhola. O mais importante deles veio no 1 a 0 sobre o Alavés, em um gramado da pior qualidade no qual somente o francês parece não ter sofrido. Hoje, o camisa 11 tornou-se figura tão importante para o time que Valverde se viu obrigado a deixar o 4-4-2 para voltar com o 4-3-3, usando Dembélé na ponta-esquerda mas também lhe dando a obrigação de voltar para marcar quando o time não tem a bola (e, de certa forma, colocando duas linhas de quatro homens na fase defensiva).

Apelidado como ‘Mosquito’ pela forma como incomodava adversários, Dembélé enfim está mostrando o motivo de seu apelido. E no Barcelona, as ‘picadas’ dadas nos adversários demonstram que, de fato, o francês é um talento a se admirar: quatro dos sete gols que ele já marcou pelo Barça foram com o pé esquerdo, três com o direito.

Próximo artigo:
Renovação de Tabárez com Uruguai é motivo de alívio para o São Paulo
Próximo artigo:
La Liga: Griezmann promete Atlético de Madrid melhor e prevê dificuldades contra o Getafe
Próximo artigo:
Pep vibra com renovação de Agüero no City: "não precisei convencê-lo"
Próximo artigo:
Douglas Costa cumprirá suspensão por cuspida enquanto trata de lesão
Próximo artigo:
Seleção: ataque será o desafio para Tite nos amitosos de outubro
Fechar