Com Neymar na liderança, "geração perdida" brilha e pode fazer ainda mais história no futebol

Comentários
Equipe campeã do Sul-Americano sub-20, em 2011, pode emplacar cinco nomes na Copa do Mundo, da Rússia

Esta semana, Neymar completou 26 anos de idade, além de chegar a marca de 350 gols na carreira, o craque brasileiro vem de uma grande temporada com a camisa do PSG. Além disso, já colocou em seu currículo títulos importantes como Copa Libertadores da América e Champions League, liderou o Brasil na campanha do inédito ouro olímpico, e está entre os cinco maiores artilheiros da história da Canarinho.

E Neymar ainda tem possibilidade de alçar voos mais altos na Copa do Mundo da Rússia este ano.

Aproveitando a celebração do aniversário do maior craque brasileiro em atividade, o Brasil Global Tour olha para trás, mais precisamente no Campeonato Sul-Americano de 2011, onde Neymar foi o grande destaque da equipe que faturou o título e garantiu vaga nas Olimpíadas de 2012. 

Neymar Lucas Moura 2011 Brazil U20 championship (Foto: CRIS BOURONCLE/AFP/Getty)

No entanto, daquele time, não foi apenas Neymar que alcançou o sucesso. Vários jogadores daquela lista ganharam destaque no cenário mundial e pelo menos cinco nomes têm grandes chances de disputar a Copa do Mundo da Rússia, são eles: Danilo, Alex Sandro, Philippe Coutinho, Casemiro e o próprio Ney. 

Casemiro Real Madrid La Liga 2017 (Foto: Getty Images)

Essa lista poderia ser maior se Oscar não tivesse caído tanto de rendimento após a Copa do Mundo do Brasil e saído da Inglaterra para o futebol chinês, se Lucas tivesse encontrado melhor sequência no PSG ou talvez trocado de time antes e até mesmo Willian José poderia ter alguma oportunidade se Tite tivesse mais tempo para tomar decisões. 

Mais artigos abaixo
Philippe Coutinho Brazil 04082011 (Foto: Getty Images)

Como podemos ver, daquele time liderado por Neymar, vários jogadores também obtiveram o sucesso. Casemiro, por exemplo, é tricampeão da Champions League pelo Real Madrid com papel fundamental nas conquistas do time de Zidane, Coutinho se tornou uma das contratações mais caras da história do futebol e chegou em Barcelona com peso de craque. 

Outros nomes daquela equipe comandada por Ney Franco merecem destaque como Juan, que atualmente defende o Roma e joga tanto de zagueiro quanto de lateral, Gabriel Silva que esta temporada veste as cores do Saint-Étienne, Alan Patrick hoje no Shakhtar Donestsk e Fernando, jogador do Spartak Moscou. 

De geração perdida, como boa parte da imprensa brasileira gostava de falar, eles não têm nada, alguns já alçaram o estrelato e pela idade ainda podem conseguir muito mais. 

Próximo artigo:
Maurizio Sarri teme desgaste físico e traça estratégia para proteger Hazard
Próximo artigo:
Qual será o tempo de suspensão de Cristiano Ronaldo na Champions League?
Próximo artigo:
Unai Emery confirma estreia de Bernd Leno na Europa League e pede paciência ao goleiro
Próximo artigo:
Companheiro de Juventus defende CR7 e vira polêmica na Europa: "não somos mulheres"
Próximo artigo:
Bélgica sobe no Ranking FIFA e divide liderança com a França
Fechar