Apresentando a estrela em ascensão da Ligue 1: Marcus Thuram

CompartilharFechar Comentários
Filho do lendário zagueiro francês Lilian, o atacante do Guingamp está fazendo um rápido progresso na Ligue 1 e parece ter um grande futuro pela frent

Marcus Thuram tem muito a viver. O atacante de Guingamp, de 20 anos, que marcou o seu segundo gol da temporada aos 56 segundos de jogo contra Toulouse no último sábado, é filho do herói da Copa do Mundo da França, Lilian Thuram. 
 
Embora existam algumas figuras mais lendárias no futebol do que o antigo defensor do Monaco, Parma e Juventus, deve ser uma surpresa ver o seu filho mais velho jogando no outro lado do campo que sempre atuou.Marcar gols não era um atributo facilmente associado a Lilian, que balançou as redes apenas 15 vezes em uma carreira que abrange 825 jogos. 
 
Talvez fosse o destino que Marcus tenha mostrado algo de um lado rebelde para sua natureza, tendo sido nomeado como o mesmo nome do ativista de direitos civis Marcus Garvey.

Marcus Thuram Guingamp LyonCrédito: Getty

Felizmente para o jovem, que nasceu na Itália quando seu pai estava atuando com Gianluigi Buffon e Fabio Cannavaro, ele mostrou uma maior aptidão para marcar gols do que parar atacantes. 
 
Ele tem jogado futebol de alto nível há menos de dois meses desde que saiu do Sochaux para assinar com o Guingamp neste verão e já teve algumas boas exibições. 
 
Marcus há muito prometia agradar atuando como profissional, tendo se juntado à academia juvenil do Stade Bonal aos 15 anos seguindo os conselhos de seu pai. 
 
"Sochaux está muito longe de tudo, não há muita cobertura da mídia, é um casulo protetor", disse Marcus ao L'Equipe. "Foi meu pai quem me disse para fugir!" 
 
Foi na academia do Sochaux, uma das mais renomadas da França, onde recebeu o reconhecimento internacional, atuando pelo time da França Sub-17, e desde então vem atuando pela seleção nacional até o nível sub-20 até agora.

Giuseppe Scalera Marcus Thuram 01062017Crédito: Getty

Foi também o clube onde Marcus fez sua estreia como profissional em março de 2015 contra Chateauroux. Meses depois, foi o artilheiro da final da prestigiada Coupe Gambardella, que coloca frente a frente as bases juvenis dos melhores clubes da França uns contra os outros. 
 
Um acordo profissional foi feito semanas mais tarde e ele passou as duas temporadas seguintes lentamente cavando seu caminho para atuar com mair regularidade. 
 
O antigo defensor do Saint-Germain de Paris, Antoine Kombouare, que agora está comandando o Guingamp, acelerou o seu progresso em direção ao topo, usando-o como homem de área ao invés de atuar pelas pontas, posição que vinha atuando principalmente no Sochaux. 
 
Thuram foi encarregado de fornecer um aspecto físico para o jogo ofensivo da equipe e já começou entre os titulares cinco vezes nesta temporada. Ele também está perto de completar 500 minutos em campo - testemunho de seu progresso, dado que ele não chegou a jogar 1000 minutos na última temporada pelo Sochaux. 
 
Seu primeiro gol veio contra Lyon de cabeça. Ele comemorou em um estilo familiar, levantando a mão em sua boca em uma pose pensativa que refletia o estilo de Lilian em seu maior momento - quando marcou dois gols para a França com 10 jogadores para ajudá-los a vencer a semifinal da Copa do Mundo de 1998 contra a Croácia , a única ocasião em que ele marcaria para o seu país em 142 aparições.

Marcus Thuram Guingamp Lyon

Somente mais tarde se soube que Marcus não estava fazendo homenagem a seu pai, mas sim um rapper, comediante e fenômeno de mídia social na França, OhMonDieuSialva. 
 
"Não, não, papa estava de joelhos", explicou Marcus na zona mista. "Eu queria imitar outra pessoa, ele se chama OhMonDieuSialva. Ele é um comediante nas mídias sociais ". 
 
Marcus certamente não tentou usar o relacionamento com seu pai para crescer em sua carreira, mas, ao mesmo tempo, teve certas vantagens ao longo de sua vida. 
 
Quando Lilian estava jogando pelo Barcelona, Marcus explicou que um dos "amigos do pai" foi gentil o suficiente para lhe dar um par de chuteiras. Esse "amigo" era Lionel Messi, de 20 anos. 
 
"Fiquei despreocupado na época, provavelmente tinha cerca de 10, e ele tinha 20 anos", disse Marcus à AFP. "Suas chuteiras eram muito pequenas para mim, então eu entreguei para um amigo. Ele deve ter ainda! " 
 
Embora Thuram Jr tenha suas desvantagens por ser filho de um grande jogador, Marcus também se acostumou a transformá-las em força.

Marcus Thuram Marcelo Guingamp Lyon 10092017Crédito: Getty

"Se eu entrar em um estádio onde as pessoas não gostam de mim, isso me faz querer fazer mais", explicou ao L'Equipe. "Quando os fãs me insultam, isso me excita. Dado o meu nome, é normal que eu seja um alvo. Eu uso isso orgulhosamente e não sinto pressão por causa disso". 
 
Sua contribuição não passou despercebida, particularmente por aqueles que o cercam. O colega de equipa veterano Jimmy Briand disse: "Este é apenas o começo para ele, porque ele tem um grande potencial". 
 
Thuram está ciente de que ele precisa melhorar em seu novo papel. "Quando você é um centroavante, você tem que jogar mais com seus cotovelos e lutar", ele disse ao So Foot. "É um aspecto do meu jogo em que estou tentando progredir. Há muitos pequenos detalhes que ainda tenho que aperfeiçoar para chegar a um nível muito alto, e isso é uma grande sorte, porque se eu fosse um jogador sem possibilidade de crescimento aos 20 anos, eu me questionaria". 
 
Marcus pode ter um longo caminho até o topo, mas pelo menos ele tem a ajuda perfeita para guiá-lo na forma de seu pai.

Próximo artigo:
Ernesto Valverde, um arranque de campeão
Próximo artigo:
Keno mostrou que Valentim tem apoio dos jogadores para ser efetivado
Próximo artigo:
Liverpool descartou contratar Cristiano Ronaldo
Próximo artigo:
Gabigol usa as redes sociais para comemorar primeiro gol pelo Benfica
Próximo artigo:
Premier League: estrelas do City dominam o time da semana
Fechar