Quantas finais de Copa do Mundo não tiveram Brasil ou Alemanha?

CompartilharFechar Comentários
As duas grandes potências do futebol mundial dominam em títulos conquistados e decisões disputadas: 14 nas últimas 17 edições

banner Copa 2018

A Copa do Mundo 2018 chegou aos dois últimos jogos da competição. Após um mês de disputas emocionantes e muito lances marcantes em campo, muitas surpresas dividiram os torcedores entre a euforia... e a tristeza.

Eliminada na primeira fase, e em último lugar no Grupo F, a Alemanha deixou muito rivais contentes - em especial, os brasileiros. Como não esquecer do 7 a 1, em 2014? Com a Alemanha fora, um possível confronto entre a Seleção Brasileira e a alemã, nas oitavas de final, acabou não acontecendo.

Por outro lado, o sonho do hexa não durou muito. Eliminada nas quartas de final após perder para a Bélgica, por 2 a 1, Neymar e companhia deram adeus ao Mundial antes do esperado.

Sem as duas potências, favoritas ao título antes do início da competição, o caminho para as outras seleções ficou mais “fácil”.

2018-06-28 Germany Ozil(Foto: Getty Images)

Em termos de resultados, os dois países têm um retrospecto invejável no que se refere a finais de Copas do Mundo: foram apenas quatro edições em que Seleção ou o Mannschaft não chegaram à decisão - mais precisamente em 1978 (Argentina x Holanda), 2006 (Itália x França), 2010 (Espanha x Holanda) e 2018 (França x Croácia). Em todas as outras finais do Mundial, um deles esteve presente.

As duas equipes podem ser consideradas as maiores da Copa, tanto em questões de títulos quanto em aparições nas finais: entre ambas, são 14 participações nas últimas 18 finais. A Itália, também tetracampeã mundial, participou de apenas seis finais.

Em 2002, Brasil e Alemanha se enfrentaram pela primeira vez em uma final, que deu ao time de Ronaldo, Ronaldinho e cia o quinto título do futebol no planeta. Na Coréia/Japão, a conquista do Mundial fez a Seleção ter melhor aproveitamento: são cinco triunfos em sete finais contra quatro vitórias em oito jogos decisivos para os europeus.

Próximo artigo:
Ronaldinho Gaúcho aprova comparação com Mbappé
Próximo artigo:
Agente de Jorginho diz: "bons jogadores podem jogar em qualquer lugar"
Próximo artigo:
Di María próximo de renovar com o PSG
Próximo artigo:
Usain Bolt participa de treinos com clube australiano e quer se firmar como jogador profissional
Próximo artigo:
Santos traz três estrangeiros para deixar o time mais "cascudo" para a Libertadores: a estratégia funcionará?
Fechar