15 anos do Penta: Os fatos marcantes do título brasileiro

CompartilharFechar Comentários
Família Scolari, Ronaldo, Romário; Brasil não era favorito mas fez valer a tradição e faturou a taça

Depois da dolorida derrota para a França na final da Copa do Mundo de 1998 e a fraca campanha rumo o mundial da Coreia e Japão, a Seleção Brasileira não chegou como favorita em 2002. Mas diante de todas as dificuldades, o escrete comandado por Luis Felipe Scolari deu a volta por cima e colocou a mão na taça.

Abaixo, a Brasil Global Tour destaca alguns fatos daquele título histórico que completa 15 anos neste dia 30 de junho.

Corte de Romário

Romário de souza faria
(Foto: Getty Images)

Um dos maiores atacantes da história do futebol brasileiro, Romário foi deixado de fora da Copa do Mundo por Felipão. Grande parte da imprensa e praticamente todos os torcedores brasileiros não aceitaram a decisão do treinador e jogaram uma pressão ainda maior para o torneio. Mas mesmo sem o craque, a Seleção conseguiu faturar o título.

Renascimento de Ronaldo

Ronaldo 2002
(Foto: Getty Images)

Uma das histórias de superação mais marcantes do futebol, Ronaldo venceu não só a polêmica na final da Copa de 98 como superou as lesões e as previsões de todos. Mesmo com várias cirurgias no joelho e um longo período afastado dos gramados, o fenômeno retornou pouco antes da Copa à Seleção. Diante das desconfianças a respeito de sua condição física, o camisa 9 comandou o Brasil sendo o verdadeiro craque do título. Ele terminou a competição como artilheiro e marcou dois gols na grande decisão.

A persistência de Cafu

Cafu 2002
(Foto: Getty Images)

Um lateral sem muita técnica, era mais ou menos assim que muita gente enxergava Cafu, o jogador que, inclusive, precisou passar por 11 peneiras até ser aceito num clube e consegui se profissionalizar. Mas desistir nunca esteve nos planos do capitão que foi um verdadeiro líder e merecidamente levantou o trófeu mais cobiçado do mundo numa imagem eternizada nos corações dos brasileiros.

A classe de Rivaldo

Mais artigos abaixo
Rivaldo - Copa do Mundo 2002
(Foto: Getty Images)

Se Ronaldo foi o grande craque daquele Seleção, Rivaldo foi o coajuvante de ouro, com classe e liderança comandou o meio campo da Seleção. Dos pés dele saíram muitas jogadas genias que resultaram em gols. Dos pés dele também saia o equílibrio do Brasil no ataque. Peça fundamental na engrenagem de Felipão, Rivaldo é até apontado por ele o homem do Braasil naquele título.

Fator Felipão

Scolari y Cafú título mundial 2002
(Foto: Getty Images)

Luis Felipe Scolari teve grande mérito na conquista daquele título. Depois de uma conturbada classificação e uma constante troca de técnico, ele assumiu o comando da Canarinho um ano antes do torneio, foi um verdadeiro paizão, uniu o grupo e deu um outro clima para o escrete Canarinho. Ele formou a famosa "Família Scolari", motivou os atletas e tirou o melhor do que aquele time poderia dar. Não à toa saiu de campo como campeão do mundo.

Próximo artigo:
Campeonato Brasileiro 2017: os artilheiros e garçons da temporada
Próximo artigo:
Fla: no radar de Real e Barça, onde Lincoln se encaixaria melhor?
Próximo artigo:
Champions League: os mais indisciplinados da temporada 2017/18
Próximo artigo:
Os números, gráficos e a evolução do Flamengo no Brasileirão
Próximo artigo:
Tite já convocou 60 jogadores: veja quem são os recordistas do treinador
Fechar