thumbnail Olá,

Após expulsões em jogos contra o Newell's Old Boys pela Copa da Libertadores e contra o All Boys na Copa da Argentina, lateral era questionado por torcida e imprensa

Clemente Rodriguez, contratado nesta terça-feira pelo São Paulo, junto ao Boca Juniors, não vivia bom momento com a torcida e expulsões recentes intensificarram ainda mais a situação. O argentino, de 31 anos, assinou contrato de dois anos com a equipe brasileira.

O lateral-esquerdo foi expulso em um lance infantil na eliminação do Boca pelas quartas de final da Copa Libertadores contra o Newell's Old Boys. Após a sua expulsão, a equipe com um a menos, somente se defendeu e acabou perdendo nos pênaltis na competição continental. Na semana passada, o Boca também foi eliminado, desta vez na Copa da Argentina e Clemente Rodriguez foi expulso novamente. A equipe perdeu por 3 a 1 para o All Boys.

De acordo com a equipe do Goal Argentina, que acompanhou o jogador durante toda a temporada, ele tem sido questionado pela imprensa e por boa parte da torcida nos últimos meses e principalmente após os lances descritos, porém, até o momento, continuava atuando como titular no Boca.

"Clemente é um vencedor, teve seu momento de glória com o Boca. É o jogador que mais vestiu a camiseta do clube na Copa Libertadores. Mas ultimamente, ele não tem confirmado sua história. Seu desempenho têm sido abaixo do esperado e ele acusado de falta de profissionalismo", disse Alfredo Merlo.

O técnico da equipe, Carlos Bianchi, até pediu aos dirigentes a permanência do jogador, mas o presidente Daniel Angelici optou por não renovar contrato e liberar Clemente Rodriguez para transferir-se para o Brasil.

O novo reforço são-paulino se apresenta semana que vem, desembarca no Morumbi para suprir parte da carência existente nas laterais. Durante anúncio oficial, o presidente do São Paulo comemorou a contratação.

"Ele tinha desejo grande de jogar no Brasil e a escolha pelo São Paulo facilitou muito. Já vínhamos observando e estávamos na expectativa do término do contrato. Temos grande esperança que vá nos ajudar. É uma figura importante na lateral-esquerda", afirmou o presidente Juvenal Juvêncio ao site.

Relacionados