thumbnail Olá,

Ex-jogador dos Blues e atual técnico do Watford está na luta pelo acesso à primeira divisão com o clube, mas afirma que ouvirá possível proposta para substituir Rafa Benítez.

Gianfranco Zola afirmou em entrevista ao Daily Mail que não recebeu nenhum contato da diretoria do Chelsea sobre o futuro cargo de técnico, que ficará livre ao fim da temporada com a saída do interino Rafa Benítez. Pelo menos por enquanto. Os favoritos do clube e que vem sendo apontados como prováveis substitutos do espanhol para assumir o comando são Gus Poyet, Didier Deschamps e o próprio Zola.

O italiano vem realizando um ótimo trabalho em sua primeira temporada à frente do Watford, e está em terceiro na segunda divisão inglesa, logo abaixo da zona de classificação à Premier League - sobem campeão e vice, ao fim do campeonato. E pelo seu desempenho, os Blues podem iniciar uma negociação com o técnico de 46 anos.

"Ninguém do Chelsea falou comigo. Tenho respeito pelo que o Watford fez por mim e estou focado em fazer meu trabalho aqui", declarou Zola.

"Realmente não sei o que me aguarda no futuro, mas o que quer que aconteça será consequência do que está acontecendo aqui, já que preciso me afirmar como treinador. Estou gostando muito do trabalho no Watford".

Como jogador, Zola deixou o Chelsea pouco antes do bilionário russo Roman Abraimovic adquirir o clube, em 2003, e marcou 59 gols, se tornando um dos jogadores mais populares com a camisa dos Blues na história.

E o russo tentou trazer de volta o ídolo italiano, mas de acordo com o próprio Zola, ele preferiu adquirir mais experiência antes de sacramentar um retorno a Stamford Bridge.

"Abraimovich me convidou para fazer parte do clube novamente, mas naquele momento eu não considerava nem ser treinador, além de não achar que tinha as qualidades necessárias", revelou.

"Ele trouxe muitos recursos e bons jogadores, e o Chelsea se tornou um dos clubes mais bem sucedidos da Europa. Tudo que posso dizer é que o clube merece. O jeito que fui tratado lá, eu e muitos outros, foi especial", finalizou o Little Giant, como é carinhosamente tratado pela torcida dos Blues.

Relacionados