thumbnail Olá,

Clube aposta no sucesso do brasileiro no Daguestão e já pensa em mais uma contratação de peso para os próximos meses

O Anzhi Makhachkala está empolgado com a chegada do meia Willian, contratado junto ao Shakhtar Donetsk por incríveis 35 milhões de euros (R$ 92 milhões). Para o diretor do clube, German Tkachenko, o investimento vale a pena, já que o ex-Corinthians está entre os melhores jogadores em atividade, em sua opinião.

Depois de vencer a concorrência de Chelsea e Tottenham, o clube do Daguestão espera continuar expandindo sua influência no cenário europeu.

"Trazê-lo para cá sempre foi nosso objetivo, um sonho. Willian queria sair, e nós sabíamos quanto precisaríamos gastar para trazê-lo. Ele tinha uma cláusula de rescisão e aproveitamos a chance, que poderia não existir no futuro", comentou o cartola ao sport.ru.

"Willian é um jogador que pertence à categoria das estrelas, logo atrás de Cristiano [Ronaldo] e Lionel [Messi]."

"O desejo dele em sair do clube foi fundamental para a negociação, e não o dinheiro. Ele vai receber um valor aproximado ao que ganhava na Ucrânia."

O dirigente ainda falou sobre outros jogadores almejados para a equipe, mas o alto custo fez o Anzhi recuar no momento. Um homem de frente, que faça companhia ao camaronês Samuel Eto'o, deve ser o próximo alvo dos russos.

"Procuramos James Rodríguez, do Porto. Ele é jovem, mas custa € 45 milhões. Tentamos Cavani, mas ele está avaliado em € 70 milhões (R$ 118 mi e 183 mi, respectivamente)", prosseguiu Tkachenko.

"Pensamos em Mata, David Silva, Oscar, Pastore e Lucas Moura, mas nenhum deles tinha vontade de sair, ou custavam muito mais do que Willian."

"Um dos principais objetivos do Anzhi durante o inverno foi a contratação de um grande atacante, alguém que pudesse levar a equipe a outro patamar", arrematou.

Relacionados