thumbnail Olá,

Meia brasileiro não esqueceu de agradecer ao Benfica, mesmo tendo saído em baixa de Portugal

Prestes a trocar o Benfica pelo Al-Ahli, o meia Bruno César admitiu que o lado financeiro acabou pesando em sua saída do futebol português. O brasileiro, no entanto, negou que esta tenha sido sua única motivação, colocando o bem-estar de seus familiares acima até de sua evolução como atleta profissional.

"Não sou mercenário. É um contrato muito bom e vai permitir estabilidade financeira para mim e para a minha família", contou em entrevista ao jornal A Bola.

"Há os dois lados da moeda. Financeiramente, terei uma vida muito mais tranquila. Pelo lado esportivo, vou ficar mais longe dos meus objetivos de chegar à Seleção, de jogar na Europa e de disputar a Champions League",

Pouco menos de dois anos após trocar o Corinthians pelas Águias, o meia de 24 anos encerra sua passagem por Portugal em baixa, depois de passar bons momentos vestindo a camisa vermelha. Mesmo assim, ele não deixou de agradecer ao clube, e diz torcer pelo sucesso do Benfica na Liga de Portugal, onde disputa o título ao lado do Porto.

"Fiquei um pouco chateado por não ter jogado, mas, nesta temporada, o planejamento foi completamente diferente do ano passado. Perdemos o campeonato na segunda metade do ano passado e, este ano, o Benfica quis fazer algo novo. Este ano, acredito que o Benfica será campeão."

"O Benfica deu-me muitas alegrias. Tive a oportunidade de jogar duas Champions League e de ser convocado para a Seleção, algo que não aconteceria se tivesse ficado no Brasil", concluiu Bruno.

Relacionados