thumbnail Olá,

Presidente do São Paulo afirmou que nenhum clube brasileiro tem condições de arcar com os custos da contratação do meia

O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, descartou a possibilidade do Tricolor repatriar Kaká. Em baixa no Real Madrid e conversando com o Milan, o meia foi apontado como mais um brasileiro que poderia deixar a Europa e voltar à sua casa no Brasil em breve. Mas, segundo revelou o dirigente são-paulino nesta quinta-feira, durante o lançamento dos novos uniformes do time para 2013, não tem a 'menor condição' do clube arcar com os custos do negócio.

"Vocês não sabem quanto ele ganha, eu sei. Não tem nenhum clube que possa pagar os salários dele, nem aqui, nem lá fora. Nem eles estão conseguindo pagar os salários que acordaram. Ele diz que a programação dele era ficar pelo menos mais dois anos na Europa. Kaká é muito ponderado," afirmou o mandatário.

Kaká foi revelado pelo São Paulo e está há 10 anos na Europa. Comprado com status de grande estrela pelo Real Madrid em 2009, o brasileiro nunca conseguiu repetir na Espanha as atuações que o levaram ao título de melhor jogador do mundo em 2007, pelo Milan. Em baixa com torcida e, principalmente, com o técnico José Mourinho, ele busca um retorno à Itália. Nesta quinta, o Milan confirmou que está conversando com os Blancos sobre um possível retorno de Kaká.

Relacionados