thumbnail Olá,

Cartola entende que clube não tem grandes possibilidades financeiras e acredita que jovens da base darão conta do recado

O Flamengo não faz terra arrasada após a saída de Vágner Love, que retorna ao CSKA Moscou como parte do perdão da dívida que o clube contraiu com a negociação que trouxe para o Rio de Janeiro, no ano passado. Sem grandes possibilidades financeiras, o Rubro-negro deve apostar nas categorias de base e ficar atento a oportunidades que possam surgir, de acordo com o discurso do diretor de futebol Paulo Pelaipe.

A responsabilidade com as contas do clube é uma premissa da atual direção.

"Não vamos fazer nenhum tipo de loucura. A política agora é de 'pés no chão'. A diretoria está procurando deixar isso bem claro. Vai levar um certo tempo para que as coisas se coloquem no devido lugar", disse em entrevista à Rádio Globo.

"A situação é muito difícil. O Flamengo tem que pagar seus compromissos. O importante agora é contratar jogadores que possamos pagar em dia."

"Temos um plantel muito bom, de muito potencial, que pode dar conta do recado. Temos meninos da base que vamos aproveitar no time. Vamos dar oportunidade ao Rafinha [atacante dos juniores] e a outros jovens."

Os russos abordaram o Flamengo nas últimas semanas, e acabaram ouvindo que o clube não teria condições de pagar as dívidas atrasadas, estimadas em quase R$ 17 milhões. Love foi o artilheiro do Fla no ano passado com 25 gols marcados entre Brasileirão, Campeonato Carioca e Copa Libertadores.

Relacionados