thumbnail Olá,

Técnico garantiu que o clube está em busca de jogadores que possam ter impacto imediato na equipe

O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, garantiu que terá um mês de janeiro 'agitado', quebrando a rotina de se manter mais comedido nesta época do ano.

Os Gunners vem sendo ligados a várias negociações diferentes nas últimas semanas e Wenger revelou, antes da partida entre Arsenal e Newcastle, neste sábado, que ele vai mesmo estar em busca de reforços para a equipe.

O francês afirmou que quer jogadores que possam entrar imediatamente na equipe e agregar valor ao time, que ainda luta para recuperar sua vaga cativa entre os quatro primeiros na Premier League.

"Sim, estarei ocupado. Não me sinto pressionado a dar nomes porque vocês acabam descobrindo sozinhos. Temos potencial para avançar na Champions League com o que temos, mas estamos abertos a melhorar a equipe. A dificuldade é encontrar o que pode nos reforçar. Não é sempre que se encontra jogadores capazes disso disponíveis no mercado," disse o treinador.

"Nosso objetivo é jogadores que possam causar um impacto imediato, por isso é tão difícil. O United comprou Robin van Persi por 24 milhões de libras e ele tem 29 anos. Eles tem scouts espalhados pelo mundo inteiro, procuraram em todos os lugares. Não acho que tenham simplesmente decidido comprar o Van Persie, eles procuraram por opções em outros lugares. Mas achar um atacante com essa qualidade que possa realmente reforçar um time no topo da Premier League é muito difícil atualmente."

Wenger também disse que está pronto para deixar jogadores que não vem sendo aproveitados procurar outros clubes para atuar, mas desmentiu os rumores de que o russo Andrey Arshavin está se transferindo para o Reading.

"Não, isso não está no radar. Não recebi nenhuma ligação do Reading. Mas se Andrey achar uma solução que seja boa para ele e para nós, iremos considerar," encerrou.

Relacionados