thumbnail Olá,

O técnico Alex Ferguson, do Manchester United, por outro lado, celebrou a contratação e disse que o holandês pode fazer uma ótima dupla com Rooney

Não demorou muito para a torcida do Arsenal se manifestar contrária à saída de Van Persie para o Manchester United, oficializada na última quarta-feira. Inconformados com a negociação, vários fãs dos Gunners  postaram fotos de camisas do holandês, que afirmara não defender outro clube da Inglaterra, rasgadas ou queimadas. As informações são do site globo.com.

Além de queimar e rasgar a camisa de Van Persie, alguns torcedores também inovaram e lançaram uma cartilha explicando como tirar o nome do holandês da camisa, deixando apenas o número 10. A ideia segue os moldes do que rubro-negros fizeram quando Ronaldinho Gaúcho deixou o Flamengo.

O técnico Alex Ferguson, do Manchester United, por outro lado, celebrou a contratação e disse que o holandês pode fazer uma ótima dupla com Rooney.

"É ótimo ter um jogador com as qualidades do Van Persie chegando para o nosso time. Estou muito satisfeito. Eles (Van Persie e Rooney) são dois atacantes fantásticos. É ótimo tê-los conosco", disse Alex Ferguson à emissora “BBC”.

O treinador também revelou que, por ele, Van Persie pode estrear já na próxima segunda-feira, contra o Everton, pela primeira rodada do Campeonato Inglês.

Apesar de ter a imagem prejudicada por ir para um time rival, Van Persie deixará os Gunners como um dos maiores ídolos dos últimos anos dentro de campo. Especialmente após a primeira saída do francês Thierry Henry para o Barcelona - posteriormente, o atacante francês do New York RB voltou a defender o clube por empréstimo.

Na última temporada, o holandês terminou o Campeonato Inglês como principal artilheiro, com 30 gols, além dos sete que marcou em outras competições, somando ainda 13 assistências em 48 jogos no total. Contratado em maio de 2004 junto ao Feyenoord por £ 2,5 milhões (atuais R$ 8 milhões), Van Persie marcou 132 gols em 277 partidas com a camisa dos Gunners. Pelo Arsenal, ele conquistou a Supercopa da Inglaterra de 2004 e a Copa da Inglaterra de 2005, o seu último título coletivo.

Relacionados