thumbnail Olá,

Treinador fala de "fazer o que for melhor de acordo com os interesses do clube"

Diante do vasto interesse de alguns clubes europeus em contar com Robin Van Persie e de uma possível vontade do holandês de sair do Arsenal, Arsene Wenger, comandante da equipe londrina, não descarta a venda do artilheiro do último Campeonato Inglês (28 gols), apesar de desejar sua permanência:

- Somos muito ambiciosos. Não só muito ambiciosos, mas também muito orgulhosos pela forma como dirigimos o clube. Van Persie é um artilheiro de nível mundial e sou um grande fã dele. Tenho o apoiado. Ele ainda tem um ano de contrato e nosso desejo é mantê-lo. Mas vamos fazer o que for melhor de acordo com os interesses do clube. O fim da janela de transferências é no dia 31 de agosto, mas podemos criar um prazo interno. Eu acho que o mercado de transferências deveria fechar antes do início da temporada - falou ao The Sun.

O francês ainda relembrou o desatroso início da época passada, na qual perdeu, de última hora, Fábregas e Nasri, para Barcelona e Manchester City, respectivamente, sem ter tempo de repor as duas peças fulcrais dos Gunners. Para ele, próximo de perder outro atleta essencial, o momento agora é diferente:

- As dificuldades do último ano ocorreram também por causa das lesões, e não só pelo mercado de transferências. A situação não é a mesma da última temporada, porque temos um grupo sólido e acostumado a jogar junto. Trouxemos ainda Olivier Giroud e Lukas Podolski.

   
   

Relacionados