thumbnail Olá,

O atleta pretende utilizar a gravação em vídeo como prova a favor de sua equipe

Depois de toda a confusão que envolveu a final da Copa Sul-Americana, a diretoria do Tigre finalmente tentará apresentar provas da suposta agressão sofrida nos vestiários do Morumbi. O goleiro Augustín Cousillas revelou ter filmado a conversa entre sua equipe e a Conmebol, que pretendia ignorar a situação dos jogadores e seguir com o jogo normalmente.

"Dá pra ver alguns jogadores falando com a Confederação, que queria que jogássemos o segundo tempo de qualquer forma, sem se importar com o que os jogadores haviam passado", disse o goleiro para o jornal Olé. Porém, Cousillas afirma que não conseguiu registrar a agressão. "No vídeo não estão as agressões porque cheguei tarde. Estava vendo o campo, fora do vestiário".

O jogador ainda contou como estava o clima no vestiário durante o intervalo da partida. "Imagine. Todos estavam muito tristes e surpresos. Ninguém tinha condições de jogar o segundo tempo. Tive que consolar o Pato. Apontaram uma arma para o Albil. Seria uma loucura prosseguir", disse Cousillas, que espera que o vídeo seja um aliado do Tigre para provar a agressão.

Relacionados