thumbnail Olá,

O goleiro se diz envergonhado pela atitude os argentinos e classificou o ocorrido como lamentável

O capitão do São Paulo, Rogério Ceni, rebateu as denúncias do Tigre a respeito dos confrontos diretos com policiais e seguranças do Morumbi na final da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira. Segundo os argentinos, as ameaças teriam motivado a equipe a não voltar para o segundo tempo da partida, consagrando o Tricolor campeão.

"É fácil perceber que isso é algo premeditado", disse o goleiro, que ainda afirmou que a intenção dos adversários era conseguir a suspensão da partida depois da clara desvantagem em campo nos primeiros 45 minutos.

Ceni classificou o ocorido como uma vergonha e relembrou sua tragetória no São Paulo. "Faz 23 anos que jogo lá, nunca aconteceu um episódio desse. É uma pena, é lamentável. Não condiz com a grandeza do futebol argentino", complementou.

Relacionados