thumbnail Olá,

Marcelo Oliveira faz sua análise da vitória coxa-branca. Ele lamenta a perda da vaga, mas exalta o espírito guerreiro do time

Após a partida entre Coritiba e Grêmio na noite desta quarta-feira (22), o treinador coxa-branca Marcelo Oliveira fez sua análise e lembrou que, embora não tenha se classificado, o Coritiba fez um excelente jogo e foi guerreiro do início ao fim, tanto que saiu com a vitória. “Os jogadores lutaram muito e se organizaram. Lutaram, fizeram um bom jogo contra uma equipe que está bem no Brasileiro e hoje deu a vida pela Sul-Americana”, destacou.

Para ele, a equipe se portou de maneira exemplar e é assim, agressivamente, que o Coritiba deve se posicionar daqui para frente. “A gente precisa pegar esse jogo como ensinamento pelo que a gente produziu. E não só nesse jogo. Além dos gols que fizemos, tivemos duas ou três oportunidades boas”, lembrou o comandante.

O treinador também falou sobre a luta incansável dos jogadores: “O objetivo de todos era passar. Jogamos com força total. Não tem como voltar, tem como a gente elogiar o comportamento dos jogadores e da torcida”. Agora, o Coritiba volta seu trabalho exclusivamente ao Campeonato Brasileiro e busca uma boa sequência para conseguir a recuperação e se posicionar mais acima da tabela.

Sobre o castigo que veio aos 44 do segundo tempo, o técnico do Coxa ponderou o posicionamento dos atletas. “O Coritiba tentou botar a bola no chão, várias vezes o Lincoln fez isso muito bem. O adversário impõe uma condição também. O Grêmio foi todo para cima, tem bons jogadores”, reconheceu. No entanto, ele aproveitou para afirmar que o confronto foi decidido no detalhe: “É uma questão de segundo, não perdemos por preciosismo, passividade ou omissão. Buscamos muito, mas são coisas do futebol”, avaliou Oliveira.

Na coletiva de imprensa, Marcelo Oliveira ressaltou mais uma vez que a maneira como o grupo tem entrado em campo nos últimos jogos deve ter continuidade e que ele quer aplicar esta fórmula no próximo compromisso do Verdão, domingo (26), contra o Figueirense. “Nós já temos a receita, é essa de agredir, de marcar muito e ter velocidade. Agora temos que ter uma sequência boa no Brasileiro. Esse jogo de domingo é fundamental para fechar bem o primeiro turno”, concluiu.