thumbnail Olá,

Goal.com apresenta uma lista com os 10 maiores matadores da história do torneio de elite do continente europeu

ANÁLISE
Por Chris Myson

Depois de mais uma temporada emocionante de futebol continental na Europa, estamos finalmente nos aproximando do evento clímax do ano - a final da Champions League em Wembley.

A competição deste ano produziu alguns momentos memoráveis com duelos entre os melhores e maiores clubes da Europa lutando para serem coroados em 2013.

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo foram, mas uma vez, proeminentes, já que suas equipes chegaram até as semifinais, e duelaram contra a estrela do Dortmund, Robert Lewandowski, e Thomas Müller, do Bayern, para a conquista da Chuteira de Ouro.

Mas onde exatamente eles estão no ranking dos máximos goleados da história da principal copa europeia?

Aqui, o Goal.com faz uma lista dos 10 maiores artilheiros do torneio, recheada de astros, levando-se em consideração apenas gols da fase de grupos em diante.

10. Alessandro Del Piero - 42 gols


Alessandro Del Piero é um dos quatro jogadores no nosso top 10 a terem marcado gols na Champions League jogando por apenas um clube.

O ex-jogador da Juventus achou o fundo da rede 42 vezes pelos Bianconeri na competição de elite no futebol europeu durante sua longa carreira, levando a Chuteira de Ouro duas vezes.

Ele ajudou o time a conquistar a taça em 1996, atuando durante toda a final contra o Ajax, que a Juve acabou levando nos pênaltis. Também esteve em campo em três outras finais pela Juve, ainda que todas tenham acabado em derrota.

Apesar de ser um artilheiro nato, Del Piero marcou apenas um gol nas suas quatro finais de Champions League, contra o Borussia Dortmund, em 1997.

9. Filippo Inzaghi - 46 gols


Duas vezes campeão da Champions League, Filippo Inzaghi certamente deixou sua marca na competição durante 13 anos de carreira, com a Juventus e, mais significantemente, com o Milan.

Estranhamente, Inzhagi é um dos dois jogadores na nossa lista a nunca terem faturado a Chuteira de Ouro durante sua carreira, então chegar até o top 10 serve para destacar sua consistência diante do gol.

As contribuições mais significativas do atacante são os dois gols que lhe renderam o prêmio de melhor jogador em campo e o título da Champions em 2007, diante do Liverpool, quanto os Rossoneri vingaram a famosa noite de Istambul, dois anos antes, um jogo do qual Inzaghi, de forma controversa, não participou.

8. Eusebio - 47 gols


Eusébio é um dos dois nomes na lista a terem dado o ar da graça no torneio antes do formato moderno da Champions League.

O mito português levou o Benfica a uma sequência enorme de finais da Copa Europeia nos anos 60 durante um período historicamente imponente do clube, que desafiou a dominância do Real Madrid na época.

Três vezes ganhador da Chuteira de Ouro, em 1965, 1966 e 1968, os 47 gols de Eusébio foram marcados em apenas 64 partidas disputadas.

7. Andriy Shevchenko - 48 gols


Ainda que sua passagem pelo Chelsea não tenha sido nada prolífera, mas as façanhas de Andriy Shevchenko pelo Dínamo de Kiev e pelo Milan garantiram a e ele num lugar no top 10.

O ícone ucraniano conquistou duas vezes a Chuteira de Ouro, mas com sete anos de diferença (em 1999 e 2006), enquanto também esteve do lado vencedor e do lado perdedor de uma disputa de pênaltis em finais.

Em 2003 ele marcou o pênalti decisivo que deu o título ao Milan sobre a Juventus em Old Trafford, mas, dois anos mais tarde, foi o seu pênalti desperdiçado que selou a incrível virada do Liverpool contra o time de San Siro em Istambul.

6. Alfredo Di Stefano - 49 gols


O lendário atacante do Real Madrid, Alfredo Di Stefano, é o jogador com a melhor média de gols no nosso top 10, tendo anotado 49 tentos em apenas 58 jogos.

Parte do famoso time que faturou as primeiras cinco edições da taça europeia, entre 1956 e 1960, Di Stefano é provavelmente o jogador mais condecorado da história da competição.

Ele marcou um hat-trick na memorável vitória por 7 a 3 do Real Madrid sobre o Eintracht Frankfurt na final de 1960 para ajudar a selar a quinta taça consecutiva dos Blancos em Hampden Park - um dentre muitos grandes momentos na sua carreira europeia.

5. Thierry Henry - 50 gols


Apesar de nunca ter conquistado uma Chuteira de Ouro na sua carreira de Champions League, Thierry Henry ainda chegou a impressionante marca de 50 gols no torneio durante suas passagens por Monaco, Arsenal e Barcelona.

Foi pelos Gunners que ele anotou a maioria dos seus gols europeus, incluindo oito na temporada 1999-00, mas, depois de deixar a taça escapar com o Arsenal em 2006, conseguiu conquistá-la em 2009, com o Barça - começando como titular a final em Roma contra o Manchester United.

4. Cristiano Ronaldo - 50 gols


A semifinal do torneio deste ano pode ter sido triste para Cristiano Ronaldo e para o Real Madrid, que sofreram uma derrota desmoralizante diante do Borussia Dortmund, mas o primeiro jogo da disputa viu o português chegar a sua meia centena de gols na Champions League.

Ronaldo ganhou a Chuteira de Ouro quando ajudou o Manchester United a levar a taça em 2008 e depois chegar a mais uma final, em 2009, quando os homens de Sir Alex foram derrotados pelo Barcelona.

Ainda que ele não tenha conseguido aproveitar o mesmo nível de sucesso na competição desde que chegou ao Santiago Bernabéu, Cristiano Ronaldo tornou-se um atacante ainda mais prolífero, tendo marcado, até agora, mais que o dobro de gols pelo Real na Europa que havia marcado pelo United.

Ronaldo vence Henry na lista por ter jogado menos partidas para chegar à marca de 50 tentos - atuou 92 vezes na competição, enquanto o francês esteve em campo 114 vezes.

3. Ruud van Nistelrooy - 56 gols


Um dos centroavantes mais prolíferos da era moderna, Ruud van Nistelrooy certamente deixou sua marca na Champions League durante sua ilustre carreira.

Ganhador da Chuteira de Ouro três vezes no espaço de quatro temporadas em 2002, 2003 e 2005, tornou-se fichinha apostar em Van Nistelrooy para marcar em noites europeias. Eventualmente, ele chegou a incrível marca de 56 gols.

A grande frustração do holandês ao olhar para trás na sua carreira certamente deve ser o fato de nunca ter levado a taça, apesar de ter passado seus melhores anos entre Manchester United e Real Madrid, dois dos maiores e mais bem sucedidos clubes do continente.

2. Lionel Messi - 59 gols


Somente algo realmente muito fora do comum vai impedir Lionel Messi de chegar ao número 1 desta lista até o fim da sua carreira.

Apesar de ter apenas 25 anos, o superastro argentino já é o segundo colocado, acima de alguns dos maiores artilheiros do continente europeu no passado e no presente, com 59 gols em 79 jogos de Champions League.

O impressionantemente consistente Messi ganhou a Chuteira de Ouro nas últimas quatro temporadas, ainda que ou Cristiano Ronaldo ou Robert Lewandowski estejam para quebrar a corrente.

Depois de já ter levado três vezes a "orelhudinha" com o Barcelona, é de se imaginar que a potencial lista de honrarias que Messi vai coletar, individuais ou não, até o fim da sua carreira será algo realmente fora desse mundo.

1. Raul - 71 gols


O homem que Messi está perseguindo pelo lugar de maior artilheiro da história da Champions League é a lenda do Real Madrid, Raúl, que também acrescentou mais alguns gols à sua lita com a camisa do Schalke depois de deixar o Santiago Bernabéu.

O atacante anotou um total de 71 gols em uma maravilhosa carreira europeia diante das traves e será sempre lembrado como sinônimo de Champions League, torneio que ele ganhou três vezes pelos gigantes da capital espanhola.

Ainda que o lugar de Raúl no topo da lista não seja eterno com jogadores como Messi e Cristiano Ronaldo correndo atrás, parece que ele poderá se sentar confortavelmente no trono por mais algum tempo.

Relacionados