thumbnail Olá,

Herói do primeiro jogo da decisão de 2012, Romarinho será titular nesta quarta-feira

POR FERNANDO H. AHUVIA

A grande final da Copa Libertadores da América de 2012 será reeditada já nas oitavas de final deste ano. Nesta quarta-feira, o Corinthians volta à Argentina para enfrentar o Boca Juniors, às 21h50 (horário de Brasília), no místico estádio La Bombonera.

Atual campeão da competição sul-americana e do Mundial de Clubes, o Timão é o favorito para conquistar a classificação e manter o sonho do bicampeonato, mas o histórico positivo dos xeneizes em mata-matas da Libertadores e a incrível invencibilidade do técnico Carlos Bianchi, que nunca foi eliminado por equipes brasileiras no torneiro, não podem ser esquecidos pelo time alvinegro.

No ano passado, o time comandado pelo técnico Tite deixou a casa do adversário com um empate por 1 a 1, graças ao gol do meia-atacante Romarinho, aos 40 minutos do segundo tempo. Goal.com relembra tudo do primeiro jogo da última decisão da Libertadores.

Empate heroico

Como já era esperado, o torcedor do Boca Juniors lotou o estádio La Bombonera e não parou de cantar durante todo o confronto disputado no dia 27 de junho de 2012. No entanto, o Corinthians não sentiu a pressão. No primeiro tempo, o sistema defensivo corintiano funcionou muito bem e o meia Riquelme, principal preocupação do setor, praticamente não teve espaços para criar as jogadas de ataque do time xeneize.

Na segunda etapa, com seu envolvente toque de bola, o Boca acabou encurralando o Corinthians. Sem conseguir marcar a saída de bola, o Timão acabou chamando os argentinos para seu campo de defesa e foi castigado com o gol de Roncaglia.

Para mudar o resultado da partida, Tite foi corajoso ao colocar Romarinho no lugar de Danilo. Em seu primeiro toque na bola nesta Libertadores, o camisa 21, após belo passe de Emerson, deu um toque de categoria por cima de Orión para festa da torcida corintiana.

O resultado na Bombonera deu confiança ao Corinthians. No Pacaembu, o atacante Emerson Sheik escreveu de vez seu nome na história do clube ao marcar os dois gols do jogo que garantiu o título inédito ao Timão.

Romarinho: ascensão meteórica com a camisa do Timão

Herói do Corinthians no empate contra o Boca Juniors, Romarinho virou rapidamente xodó da Fiel. O jogador que nasceu em Palestina, pequena cidade do interior de São Paulo com 12 mil habitantes, não poderia imaginar um início melhor no Timão.

Contratado após ter se destacado pelo Bragantino no Campeonato Paulista do ano passado, o meia-atacante foi inscrito na decisão da Libertadores de 2012 depois de ter marcado, três dias antes, dois gols em um clássico contra o Palmeiras.

Sua grande atuação no Dérbi fez o técnico Tite cortar o atacante Willian do banco de reservas no jogo de ida da decisão da competição sul-americana. Romarinho entrou aos 38 minutos da segunda etapa e, dois minutos depois, marcou o gol do empate.

Se aproveitando das lesões dos companheiros, Romarinho ganhou espaço na equipe e passou a atuar com frequência no último Campeonato Brasileiro. No Mundial, ficou como opção no banco de reservas e entrou durante a partida contra o Al Ahly.

Em 2013, o meia-atacante, que tem atuado na vaga do lesionado Renato Augusto, será mantido na equipe titular. Quem sabe, com um novo gol na Bombonera.

Relacionados