thumbnail Olá,

Goal.com analisa a situação em cada continente e mostra quais foram as seleções que se aproximaram e as que se afastaram de uma vaga na Copa de 2014, no Brasil

POR FERNANDO H. AHUVIA E STEFAN COERTS

A rodada de terça-feira das eliminatórias para a Copa do Mundo deixou muitas seleções mais próximas de se garantirem no Mundial em 2014. Por outro lado, alguns países já deram adeus ao sonho de vir para o Brasil daqui pouco mais de um ano.

Na Europa, potências tradicionais, como Itália, Alemanha, Holanda e Espanha estão cada vez mais próximas de serem confirmadas como as primeiras classificadas do Velho Continente para a Copa do Mundo do próximo ano. No entanto, Inglaterra, França e Portugal encontram-se em situações delicadas.

Na América do Sul, a Argentina está muito próxima da classificação, mas o Uruguai (semifinalista da Copa de 2010) corre o risco de ficar de fora do Mundial 2014. Na África e na zona da Concacaf ainda tem muita coisa para acontecer, enquanto o Japão precisa apenas de um empate para se tornar a primeira seleção asiática a selar sua ida para o Brasil.

Faltando menos de 450 dias para o início da Copa do Mundo, Goal.com analisa da Oceania à América quem ficou mais perto e quem ficou mais longe de uma vaga no torneio.

UEFA
Número de vagas:
13


Com 16 pontos em seis partidas, Bélgica e Croácia lutam pela liderança do Grupo A. O confronto entre os dois países pela penúltima rodada das eliminatórias (11 de outubro) provavelmente será decisivo para ver qual das duas seleções ficará com a vaga direta para a Copa do Mundo. A Escócia, por sua vez, tornou-se o primeiro time europeu sem chances de se classificar para o torneio.

No Grupo B, a Itália deu mais um passo para assegurar sua participação no Mundial de 2014 graças a vitória por 2 a 0 sobre Malta. Mesmo com um jogo a menos, a Azzurra tem uma vantagem de três pontos sobre a vice-líder Bulgária, que deve lutar com República Checa e Dinamarca por uma vaga na repescagem.

Com a goleada de 4 a 1 sobe o Cazaquistão na última terça-feira, a Alemanha chegou aos 16 pontos e abriu uma ampla vantagem na liderança do Grupo C. Áustria, Suécia e Irlanda, com 8 pontos, devem brigar pela segunda colocação.

Com 18 pontos e 100% de aproveitamento, a Holanda praticamente garantiu presença na Copa do Mundo. A seleção comandada por Louis van Gaal precisa vencer apenas dois dos quatro jogos que ainda restam no Grupo D. Hungria, Romênia e Turquia deverão lutar pelo segundo lugar.

No considerado grupo mais fraco das eliminatórias europeias, a Suíça é a grande favorita para conseguir a vaga direta para o Mundial, mas precisa tomar cuidado com a Albânia e a Islândia, que estão apenas dois pontos atrás. Logo abaixo, a Noruega ainda não pode ser descartada.

Dona da melhor campanha das eliminatórias até aqui, a Rússia não deverá ter problemas para conseguir a sua classificação direta para a Copa do Mundo no Brasil. Mesmo com dois jogos a menos, os russos seguem na liderança do Grupo F. Portugal e Israel disputam ponto a ponto a vaga na repescagem.

Na liderança do Grupo G, a Bósnia-Herzegóvina segue com boas chances de conseguir uma vaga inédita à Copa do Mundo. No momento, Grécia e Eslováquia brigam pela segunda posição, mas muita coisa ainda pode acontecer nas cinco rodadas que restam na chave.

Após o empate com Montenegro na última terça-feira, a Inglaterra segue na segunda colocação do Grupo H. Os três leões ainda tem um confronto direto contra os montenegrinos, mas não podem se dar ao luxo de tropeçar em jogos complicados contra Polônia e Ucrânia.

Depois de dois empates seguidos em casa, a Espanha deu um passo decisivo na sua classificação para a Copa ao vencer a França por 1 a 0 na última terça-feira, em Paris. Com o reusltado, a Fúria assumiu a liderança do Grupo I e agora depende apenas de si para carimbar seu passaporte rumo ao Brasil. Com um ponto a menos (11 contra 10), os Bleus deverão disputar mais uma vez a repescagem.

CONMEBOL
Número de vagas:
4.5


A Argentina vem dominando as eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014. Jogando na altitude de La Paz, a seleção do craque Lionel Messi empatou com a Bolívia e abriu quatro pontos de vantagem para o segundo colocado, Equador. O terceiro lugar é do bom time da Colômbia, que perdeu da surpresa Venezuela na última terça.

A Vinho Tinto, que nunca foi a um Mundial, está com os mesmos 15 pontos do Chile, mas tem uma vitória a menos. Os quatro primeiros colocados garantem vaga direta na Copa do Mundo. O quinto fará uma repescagem contra um representante da Ásia.

Melhor seleção sul-americana da última Copa do Mundo e atual campeã da Copa América, o Uruguai vive situação complicada para se classificar para o Mundial do Brasil. Sem vencer a seis jogos nas eliminatórias, a Celeste ocupa apenas a sexta posição, com 13 pontos. Quem também vem decepcionando é o Paraguai, que até o momento é o lanterna da competição e praticamente não tem mais chances de se classificar.

CAF
Número de vagas:
5


As 40 seleções estão divididas em 10 grupos. Os primeiros colocados de cada chave vão para uma fase de mata-mata de ida e volta e os cinco vencedores estarão na Copa do Mundo de 2014.

Até o momento, três das seis rodadas da fase de grupos já foram disputadas. Se a competição terminasse hoje, estariam classificadas para a fase decisiva: Etiópia, Tunísia, Costa do Marfim, Zâmbia, Congo, Nigéria, Egito, Argélia, Camarões e Senegal.

Por outro lado, a última anfitriã, África do Sul, estaria fora. Gana, que chegou às quartas de final em 2010, é outra seleção que não garantiria vaga na fase final.

CONCACAF
Número de vagas:
3.5


Com cinco pontos em três partidas, o Panamá lidera até aqui as eliminatórias da Concacaf para a Copa do Mundo de 2014. No entanto, nada está definido, já que restam ainda sete rodadas e a diferença entre os panamenhos e a última colocada, Jamaica, é de apenas três pontos.

Considerados favoritos para duas das três vagas diretas, México e Estados Unidos empataram por 0 a 0 no estádio Azteca, na Cidade do México, deixando os americanos na terceira colocação, logo atrás da Costa Rica. Já o México, na quinta posição, está provisoriamente fora da zona de classificação. Nesse momento, Honduras ocupa o quarto lugar.

As coisas deverão ficar muito mais claras depois da quarta rodada, quando o Panamá receberá o México, enquanto os Estados Unidos visitará a Jamaica.

AFC
Número de vagas:
4.5


O Japão entrou em campo na última terça-feira precisando apenas de um empate para garantir seu passaporte rumo ao Brasil. No entanto, o time nipônico acabou sendo surpreendido pela Jordânia: 2 a 1.

Apesar do resultado, só um milagre tira o Japão da Copa do Mundo. A seleção comandada pelo italiano Alberto Zaccheroni precisa conquistar apenas um ponto em dois jogos. Já a Jordânia pulou para a segunda colocação do Grupo B, com sete pontos. Austrália, com um jogo a menos, e Omã vem logo em seguida com seis pontos. O Iraque possuí apenas cinco.

O Uzbequistão está sonhando com uma classificação inédita para a Copa do Mundo. A equipe lidera o Grupo A com 11 pontos em seis jogos. Com 10 pontos e um jogo a menos está a Coréia do Sul. Irã e Catar, ambos com quatro pontos, brigam pelo menos pelo terceiro lugar.

Os dois primeiros colocados de cada chave garantem vaga no Mundial e os terceiros colocados jogam um mata-mata final para definir quem vai para a repescagem contra um time sul-americano.

OFC
Número de vagas:
N. Zelândia x 4º Concacaf

Campeã das eliminatórias da Oceania para a Copa do Mundo de 2014, a Nova Zelândia está a apenas duas partidas do Mundial no Brasil. O time neozelandês superou no quadrangular final Nova Caledônia, Taiti e Ilhas Salomão.

Se em 2010, a seleção oceânica enfrentou na repescagem um adversário da Ásia, o Bahrein, desta vez ela aguarda para ver quem termina na quarta posição das Américas do Norte e Central.

Relacionados