thumbnail Olá,

Como a equipe turca modificou sua postura e conseguiu chegar às quartas de final como uma das favoritas à Champions League

Por Danielly Friedrich

Em um complicado duelo contra o alemão Schalke 04, o Galatasaray saiu com a vitória e se tornou a sexta equipe a se classificar para as quartas de final da Champions League. Sem chegar a esta fase da competição desde 2001, o clube da Turquia decidiu passar por uma modificação completa para tentar conquistar um título inédito. A fórmula? Cifras milionárias, dedicação e mentalidade campeã.

O Galatasaray começou a temporada de 2012 com bons reforços, mas com uma certa avareza quando o assunto era abrir seus cofres e apostar em salário astronômicos para nomes mundialmente conhecidos: dentre os contratados, apenas Hamit Altintop e o brasileiro Felipe Melo tinham passagem por gigantes europeus como Bayern de Munique, Real Madrid e Juventus.

Se no Campeonato Turco a liderança chegou naturalmente, apesar de não conseguir manter uma distância muito grande do Besiktas e do Fenerbahce na tabela, na Champions League o assunto era bem mais delicado. No Grupo H ao lado de Manchester United, Cluj e Braga, o Galatasaray deu início a seus confrontos com duas derrotas e um empate, significando um provável adeus ainda na primeira fase. Em novembro de 2012, entrava em cena a dedicação e a mudança de mentalidade, os dois principais segredos da equipe.

O pontapé inicial

Aberta apenas duas vezes por ano, a janela de transferências não podia ser uma opção imediata para o time turco. Porém, o planejamento dependia diretamente do desempenho da equipe no campeonato europeu, não faria sentido investir na janela de janeiro, a mais complicada e cara da temporada, sem a garantia de participação em um grande desafio. O Galatasaray precisava de vitórias, e todo o elenco comandado por Fatih Terim assumiu a responsabilidade de tentar. E funcionou.

Galatasaray surpreende e vence o Manchester United
O Galatasaray venceu todos os três confrontos necessários para acumular pontos e se classificar para as eliminatórias em segundo lugar, atrás apenas do Manchester United que, surpreendentemente, também foi derrotado pela equipe turca. Mais vivo do que nunca na competição, o time logo soube que teria o Schalke 04, classificado invicto do Grupo B, em seu caminho para as quartas de final. Era o aval para prosseguir com o ambicioso plano.

Evolução = Investimento

Chega janeiro e a novela Wesney Sneijder começa. Por cerca de três semanas a possível contratação do holandês foi o grande assunto do mundo da bola devido a um difícil acordo financeiro entre o jogador e a Inter, seu clube até então. Mas, no dia 20 de janeiro de 2013, Sneijder finalmente foi oficializado como novo membro da equipe turca e se tornou uma das principais armas do clube para a Champions League, em uma transação milionária que, ao final do acordo de três anos e meio, terá custado em torno de € 25 milhões.

Uma semana depois, a verdadeira surpresa momentos antes do final da janela de transferências: Drogba, que estava no clube chinês Shanghai Shenhua, assinou com o Galatasaray pelo valor de € 10 milhões mais € 15 mil a cada partida disputada. O contato com o atleta foi confirmado apenas um dia antes do grande anúncio, surpreendendo todo o mundo do futebol. Drogba foi peça chave na conquista da Champions League pelo Chelsea, o jogador repetiria seu papel decisivo como protagonista de outro clube?

À espera do resultado

Chega o primeiro confronto com o Schalke, em Istambul. Mesmo com um grande equilíbrio entre as equipes, a superioridade à formação anterior era clara. O Galatasaray entrou em campo com mais objetividade, ousadia e caráter ofensivo. Porém, o empate por 1 a 1, com muitas chances perdidas pelo time turco, sobretudo na etapa final, fez com que todas as expectativas fossem reservadas para a grande decisão, que ocorreu na última quarta-feira.

Galatasaray e Schalke se enfrentam e o time turco sai com a vaga
Jogando em Gelsenkirchen, o Galatasaray teve um início de tirar o fôlego, ditando completamente o rumo do jogo. Mas, como o futebol realmente é uma caixinha de surpresas, em sua primeira oportunidade, o Schalke abriu o placar, fazendo o time favorito à classificação sofrer um grande baque. Perdido em campo, o Galatasaray conseguiu forças para correr atrás do prejuízo e virou a partida ainda no primeiro tempo, mas na segunda etapa, toda a habilidade da promessa turca se perdeu, levando um rápido gol de empate e prosseguindo o jogo bem abaixo da média esperada.

No minuto final, veio a redenção: Umut Bulut carimbou o passaporte para as quartas de final com um surpreendente contra ataque, sem chances para uma reação azul real. Injusto ou não, o resultado permitiu ao mundo um tempo maior para observar a nova face do Galatasaray a nível continental, que contou com muito investimento e trabalho duro, mas que ainda precisa mostrar muito mais para chegar ao sonhado topo.

Relacionados