thumbnail Olá,

Goal.com analisa a situação dos times paulistas na competição continental

POR FERNANDO H. AHUVIA - DIRETO DE SÃO PAULO

Apesar da expectativa, o desempenho dos times paulistas na Copa Libertadores da América tem sido desanimador. Na segunda colocação de seus respectivos grupos, Corinthians e São Paulo fizeram grandes investimentos visando a competição continental, mas agora precisam abrir o olho para não acabarem eliminados ainda na fase de grupos. Em situação ainda pior está o Palmeiras. Terceiro colocado do Grupo 2, o time alviverde vem oscilando bastante e a diretoria ainda tem que lidar com os problemas causados por sua torcida.

Após três rodadas, o Goal.com analisa a situação do trio de ferro na Libertadores.

GRUPO 2 - PROBLEMAS EXTRA-CAMPO MAIS UMA VEZ ATRAPALHAM O VERDÃO
  Equipe Jogos Gols
    Pts J V E D GP GC
Libertad  Libertad 8 4 2 2 0 7 3
Sporting Cristal  Sporting Cristal 5 4 1 2 1 6 5
Palmeiras  Palmeiras 3 3 1 0 2 2 4
Tigre  Tigre 3 3 1 0 2 1 4

A situação do Palmeiras no Grupo 2 da Copa Libertadores da América ficou muito complicada depois da derrota por 1 a 0 para o Tigre. Mesmo jogando fora de casa, o Verdão criou as melhores oportunidades, mas acabou sendo castigado com um gol no último minuto da partida.

Com o tropeço na Argentina, o time alviverde está na terceira colocação, com três pontos empatado com o Tigre, mas leva vantagem no saldo de gols. O Libertad é o líder da chave, com oito pontos, três a mais que o Sporting Cristal.

Campeão da Copa do Brasil, mas rebaixado à Série B do Brasileirão, a equipe de Palestra Itália foi totalmente reformulada para a atual temporada e, portanto, vem oscilando bastante até o momento. Para seguir vivo na competição é crucial que o Verdão consiga vencer os dois próximos jogos em casa, contra Tigre e Libertad.

No entanto, os problemas extra-campo mais uma vez aparecem para desestabilizar o Palmeiras. No aeroporto de Buenos Aires, depois da derrota para o Tigre, alguns membros da Mancha Verde agrediram os jogadores do Verdão. O alvo desses torcedores seria o chileno Valdivia, mas acabou sobrando para o goleiro Fernando Prass, que foi atingido por um copo e precisou levar três pontos na cabeça.

Em declaração forte após o ocorrido, o presidente Paulo Nobre garantiu que o Palmeiras deixará de dar regalias às organizadas. Resta saber se o clima no clube vai melhorar. Não só pela Libertadores, mas também pelo objetivo principal do Verdão que continua sendo o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro.

GRUPO 3 - HORA DE RECUPERAR OS PONTOS PERDIDOS EM CASA
  Equipe Jogos Gols
    Pts J V E D GP GC
Atlético Mineiro  Atlético Mineiro 9 3 3 0 0 9 4
São Paulo  São Paulo 4 3 1 1 1 4 4
The Strongest  The Strongest 3 3 1 0 2 4 5
Arsenal de Sarandí  Arsenal de Sarandí 1 3 0 1 2 4 8

A situação do São Paulo depois do empate por 1 a 1 contra o Arsenal-ARG, no Pacaembu, se complicou bastante no Grupo 3 da Copa Libertadores da América. Com quatro pontos, o Tricolor está na vice-liderança, mas cinco atrás do líder Atlético-MG. O time argentino conquistou seu primeiro ponto na ultima quinta-feira. Já o The Strongest-BOL, com uma vitória e duas derrotas, é o terceiro colocado.

O problema é que o São Paulo precisará recuperar esses pontos perdidos no Pacaembu fora de casa, contra Arsenal e The Strongest. Na última rodada o adversário será o Atlético-MG, melhor time do grupo, no Morumbi.

Em sua 16º participação na Libertadores, o tricampeão continental não vem atuando bem. Mesmo no triunfo sobre o The Strongest, no Morumbi, o time esteve longe de apresentar um grande futebol e só conseguiu o gol da vitória no fim do segundo tempo. Após a partida, o vice-presidente de futebol João Paulo de Jesus Lopes chegou a dizer que estava envergonhado com o desempenho da equipe.

A verdade é que desde a saída de Lucas para o PSG, o técnico Ney Franco ainda não conseguiu dar padrão e fazer com que a equipe volte a empolgar. Para piorar a situação, na próxima quinta-feira, contra o Arsenal, às 22h, em Avellaneda, na Argentina, o comandante não poderá contar com Wellington e Luis Fabiano.

O Fabuloso, inclusive, voltou a ser protagonista de uma confusão. Após a partida contra o Arsenal, o jogador foi reclamar com o árbitro e acabou recebendo o cartão vermelho. Artilheiro da Libertadores, o camisa 9 desfalcará o São Paulo num jogo crucial para as pretensões do clube na competição.

GRUPO 5 - TIMÃO PRECISA FAZER O DEVER DE CASA PARA NÃO SE COMPLICAR
  Equipe Jogos Gols
    Pts J V E D GP GC
Tijuana  Tijuana 9 3 3 0 0 6 0
Corinthians  Corinthians 4 3 1 1 1 3 2
Millonarios  Millonarios 3 3 1 0 2 2 4
San José de Oruro  San José de Oruro 1 3 0 1 2 2 7

Apesar de viver uma situação um pouco mais tranquila que os rivais Palmeiras e São Paulo, o Corinthians se complicou na luta pela liderança do Grupo 5 da Copa Libertadores da América e precisa abrir os olhos para não ter problemas ainda maiores.

A derrota por 1 a 0 para o Tijuana, na última quarta-feira, no gramado sintético do estádio Caliente, no México, deixou o atual campeão da competição sul-americana na vice-liderança, com quatro pontos, enquanto os Xolos, com 100% de aproveitamento, lideram com nove. Millonarios-COL, com três, e San José-BOL, com apenas um, completam o grupo.

Com uma mescla de jogadores jovens e mais experientes, o elenco corintiano tem como principais virtudes a força do conjunto, o equilíbrio em todos os setores do campo, a regularidade e o entrosamento. Até o momento, porém, a equipe ainda não conseguiu se acertar na temporada.

A perda da invencibilidade de 16 jogos na Libertadores, acabou atrapalhando os planos do técnico Tite, que esperava voltar do México com pelo menos um ponto na bagagem. Agora, o Timão precisará vencer o Tijuana nesta quarta-feira, às 22h, no Pacaembu, para evitar que o Millonarios tenha qualquer possibilidade de ultrapassá-lo na classificação.

Depois de ter atuado com portões fechados na vitória por 2 a 0 sobre o time colombiano por conta da morte do menino Kevin Douglas Espada, o Corinthians voltará a contar com a força da Fiel nas partidas realizadas em casa graças a decisão da Conmebol de alterar a punição ao clube. Dos três jogos restantes na fase de grupos, o Timão é mandante em dois. O único fora de casa é contra o Millonarios, em Bogotá, na Colômbia.

Relacionados