thumbnail Olá,

O duelo de pretensões entre United e Liverpool chama pouca atenção pela diferença entre os clubes, mas Suárez e Van Persie irão atrair todas os olhares no clássico de domingo

Uma das datas mais aguardadas no calendário da Premier League é o clássico, considerado um dos maiores da Inglaterra, entre Manchester United e Liverpool, partida que irá acontecer neste domingo, 13 de janeiro.

A enorme rivalidade histórica entre os dois times mais bem sucedidos do país continua a aquecer um duelo que já há alguns anos não tem mais a mesma força na prática. A última vez em que o Liverpool foi a Old Trafford para um confronto entre líder e vice-líder foi na temporada 2008-09, quando os Red Devils desbancaram os rivais por uma diferença de quatro pontos para ficar com o título - mas foi o Liverpool quem venceu o clássico no Teatro dos Sonhos, com uma história goleada por 4 a 1.

Em 2013, mais uma vez a diferença entre as equipes é gritante: enquanto o United está mais uma vez brigando pela taça, e a cada rodada com mais cara de campeão, sete pontos à frente do vice-líder, Manchester City, o Liverpool ainda tenta se encontrar sob o comando de Brendan Rodgers, que promove uma transformação de filosofia e identidade no time desde que chegou, no meio de 2012. Os Reds ocupam a modesta oitava posição, e ainda parecem longe de voltar a competir pelos maiores prêmios da temporada.

Apesar do abismo de 21 pontos que separam os rivais neste começo de 2013, Manchester United e Liverpool raramente é um jogo que decepciona. Com jogadores nascidos e criados em meio à rivalidade nas duas equipes, a vontade de vencer sempre supera qualquer dificuldade técnica que possa aparecer. Se não por isso, certamente duas coisas já farão valer a pena a disputa: Robin van Persie e Luis Suarez.

Luis Suarez beija a tatuagem no pulso
Indiscutivelmente os dois grandes nomes da temporada inglesa até agora, o holandês do United e o uruguaio do Liverpool disputam cabeça a cabeça a artilharia do campeonato. Van Persie, com 16 gols, leva vantagem sobre Suárez, que tem 15.

Se tirarmos todos os gols dos dois do campeonato, o United perderia nada mais, nada menos do que 27 pontos, caindo para a 12ª colocação, enquanto o Liverpool, com menos 12, iria parar na 16ª posição - apenas um ponto à frente da zona de rebaixamento.

Peças-chave para suas equipes, as estatísticas aproximam os dois, mas as manchetes dos jornais certamente os afastam. Enquanto Van Persie não recebe nada além de elogios da imprensa britânica, Suárez está constantemente sendo acusado de "destruir a imagem do futebol" por casos como o de racismo contra Evra e o gol de mão contra o Mansfield, pela Copa da Inglaterra.

Apesar disso, uma coisa é inegável sobre o uruguaio: seu incrível talento e dedicação intensa dentro de campo o transformaram em um dos atacantes mais temidos na Terra da Rainha. Detestado pelos adversários, amado pelos torcedores do Liverpool, Suarez enfrenta uma chuva de vaias em qualquer campo que não seja o seu próprio - e é no mínimo admirável que a hostilidade não o afete em absolutamente nada. Muito pelo contrário; quanto mais vaias, mais ele se esforça, melhores são suas atuações.

Na briga pelo troféu pessoal de melhor jogador de 2012-13 na Premier League, estes dois certamente estão um passo à frente dos outros, mas qual dos dois larga melhor? Se a decisão fosse ser tomada agora, quem seria escolhido?

Van Persie com certeza teria vantagem por brilhar no time que caminha para erguer seu 20º título inglês, abrindo uma vantagem incômoda sobre os 18 do vizinho de Merseyside, que não vê a cor prateada do troféu desde 1990, antes da criação da Premier League. Em dezembro, o holandês, que pode chegar à sua segunda temporada consecutiva como artilheiro do torneio, foi eleito o jogador do mês.

Mas o que será que os dados falam?

GOLS
Começamos pelo ponto mais óbvio, pelo ganha-pão dos dois atacantes. Como já foi dito, Van Persie supera Suarez por um gol de diferença. A média do holandês é de um gol a cada 104 minutos jogados, enquanto a torcida de Liverpool tem que esperar 120 minutos para comemorar. A taxa de precisão do uruguaio é de 46%, com 92 chutes a gol no total (dos quais 42 foram no alvo), contra 51% do holandês, em 63 (32 certos).


JOGO COLETIVO
Com uma incrível mobilidade, caindo por todos os setores do gramado, Suarez tem 724 passes (76% completos), contra 601 (81% completos) de Van Persie. Entretanto, se consideramos somente os passes completados no último terço do campo, ou seja, mais perto do gol adversário, os números de Suarez são melhores: 73% de passes certos contra 67% de Van Persie.

O holandês, contudo, tem mais assistências na temporada: são seis, contra a metade de Suarez. Van Persie tenta o cruzamento mais vezes que Suarez, que prefere partir para dentro da defesa; são 21 cruzamentos bem sucedidos para RvP contra 12 de Suarez, ainda que a taxa de acerto do uruguaio (36%) seja maior do que a do craque do United (21%).

Levando-se em consideração todas as chances de gols criadas com bola rolando, o impacto de Suarez para o Liverpool fica bastante evidente. Responsável direta ou indiretamente por quase todos os gols dos Reds na temporada, o sulamericano tem 50 oportunidades de gol criadas, enquanto Van Persie possui 22. O número discrepante pode ser explicado pelo fato de que Van Persie recebe apoio mais qualificado dos seus companheiros de equipe do que a estrela dos Reds.

O estilo mais "ousado" de Suarez, que parte para cima e tenta o drible em qualquer oportunidade, também faz com que ele perca mais a bola do que o rival: foi desarmado 53 vezes contra 37.


AJUDA DEFENSIVA
Defender não é a principal função do homem de frente, mas os dois, além de fazer o dever de casa na frente, também oferecem grande ajuda atrás. O uruguaio tem 18 desarmes na temporada, contra 14 de Van Persie, e ambos possuem o mesmo número de interceptações de passes - seis.

Nas divididas, Suarez também sai ganhando, tendo vencido 307 delas, contra 122 de Van Persie.

Podemos levar em consideração algumas questões como adaptação (o holândes está há oito anos no futebol inglês, enquanto Suarez tem um ano e meio no país) e companhia. Sob o comando de Alex Ferguson há 26 anos e como um dos clubes mais ricos do mundo, o United tem um time forte, disciplinado e talentoso em quase todos os setores.

Enquanto isso, o Liverpool ainda tenta se recuperar de uma grave crise interna antes de ser vendido aos americanos da FSG, que gastaram muito em jogadores pouco efetivos e, por consequência, conta com um elenco muito mais fragilizado, apesar de alguns valores importantes, como o capitão Steven Gerrard.

No fim, a única conclusão que se pode tirar é que qualquer técnico do mundo gostaria de ter à seu dispor qualquer um dos dois - já imaginou uma dupla de ataque formada por Van Persie e Suárez?

Qualquer que seja a diferença de força entre as duas equipes, será interessante ver como as defesas irão se virar para parar os dois grandes atacantes em atividade no país atualmente.



Relacionados