thumbnail Olá,

Goal.com lista as razões para acreditar que é possível uma vitória do Timão sobre o Chelsea na grande decisão da competição intercontinental

POR FERNANDO H. AHUVIA

Chegou o momento que o torcedor corinthiano tanto esperava. Corinthians e Chelsea se enfrentam neste domingo, às 8h30 (de Brasília), na cidade de Yokohama, no Japão, na grande decisão do Mundial de Clubes da Fifa de 2012.

Se levarmos em consideração o desempenho das duas equipes na semifinal, o Chelsea é o favorito, uma vez que venceu com facilidade o Monterrey, do México, por 3 a 1, enquanto o Corinthians sofreu para passar pelo Al Ahly, do Egito, com gol único do peruano Guerrero. No entanto, cada jogo tem a sua história.

Confira abaixo cinco motivos para acreditar na conquista do Corinthians:

FORÇA DO CONJUNTO

Sem qualquer grande estrela, o Corinthians aposta na força de todos os seus jogadores, no equilíbrio em todos os setores do campo, na regularidade e no entrosamento para conseguir superar o Chelsea e ser bi campeão do Mundial de Clubes da Fifa. O Timão conta com a mesma base que vem sendo vitoriosa desde 2011 e com um treinador que tem o grupo na mão.

A função tática dos atletas, que atacam e defendem com muito empenho, é o grande segredo do Timão. Como já fez em outros confrontos, Tite deverá colocar o time para marcar no campo de defesa do Chelsea para diminuir os espaços e as trocas de passes.

EFICIÊNCIA DA DEFESA

A segurança e a experiência do setor defensivo do Corinthians são outras grandes armas para segurar o Chelsea. A equipe não poderá dar espaço para os habilidosos jogadores do time inglês. Contra o Monterrey, os Blues tiveram inúmeras oportunidades para marcar.

Mais do que nunca, o setor defensivo do Corinthians terá que estar 100% na decisão deste domingo. O lateral Alessandro deverá estar muito atento, já que o Chelsea costuma cair muito pelo lado esquerdo do ataque, principalmente com o perigoso Hazard.

BOLAS ALÇADAS NA ÁREA PODEM FAZER A DIFERENÇA

Uma das armas do Corinthians para superar o Chelsea são as bolas alçadas na área. Durante a temporada, diversos gols nasceram a partir desse tipo de jogada. O desfalque do capitão John Terry também pode ajudar o Timão nesse sentido.

Contra o Al Ahly, o gol da classificação alvinegra saiu dessa forma. Aos 29 minutos do primeiro tempo, Douglas enfiou de três dedos a bola na área para o centroavante Paolo Guerrero, de cabeça, mandar a bola para o fundo da rede.

LEGÍTIMO CENTROAVANTE ESTÁ FUNCIONANDO

Depois da queda de rendimento de Liedson no primeiro semestre deste ano, a contratação de um centroavante se tornou uma das prioridades da diretoria corintiana. Após o título invicto da Libertadores, o Levezinho deixou o clube e Paolo Guerrero foi contratado.

Em apenas 16 partidas com a camisa do Timão, o peruano já caiu nas graças de Tite e da Fiel. Contudo, o centroavante correu sérios riscos de não estar no torneio. Substituído ainda no primeiro tempo contra o São Paulo por conta de um problema no joelho direito, o jogador surpreendeu a todos com sua rápida recuperação e foi o herói na semifinal.

INVASÃO CORINTIANA

Assim como foi contra o Al Ahly, a Fiel promete dar mais um espetáculo no Japão. Como era esperada, a promessa de uma invasão corintiana a terra do sol nascente se concretizou.  Multidões de torcedores espalhados pelas diversas cidades japonesas deverão chegar cedo ao estádio em Yokohama para apoiar o time.

Todos os jogadores do Corinthians garantem que a energia da torcida ajuda a passar confiança e empurrar o time. Ao contrário dos comportados fãs japoneses do Chelsea, a Fiel vai gritar e fazer uma grande festa que ficará marcada na história.

Relacionados