thumbnail Olá,

Com um gol de Guerrero no primeiro tempo, Timão vence o Al Ahly e segue vivo na busca do torneio intercontinetal

POR FERNANDO H. AHUVIA

Foi sofrido, do jeito que a Fiel gosta.  Em partida muito mais dramática do que se podia imaginar, o Corinthians venceu o Al Ahly, do Egito, com gol do centroavante Paolo Guerrero. Confira os melhores momentos da classificação do Timão para a grande decisão do Mundial de Clubes da Fifa:

INVASÃO CORINTIANA

Grande maioria entre os mais de 31 mil torcedores que compareceram ao estádio Toyota, a Fiel foi um espetáculo a parte na estreia do Corinthians no Mundial de Clubes da Fifa.

Como era esperada, a promessa de uma invasão corintiana a terra do sol nascente se concretizou. Multidões de torcedores espalhados pelas diversas cidades japonesas chegaram cedo a Toyota.

Sem se importar com a baixa temperatura, a massa alvinegra não parou de cantar e impressionar os japoneses e outros turistas durante toda a partida. A festa feita hoje e que se repetirá no domingo ficará marcada para sempre na história.

INÍCIO TRUNCADO

Contra o Corinthians, o Al Ahly atuou de maneira diferente da que mostrou contra o Sanfrecce Hiroshima. Bem postada defensivamente com duas linhas de quatro fixas, a equipe egípcia quase não deu espaços para o Timão criar. Na frente, porém, os atacantes não conseguiam incomodar o time alvinegro.

Ao contrário da tradicional marcação no campo do adversário, o time comandado por Tite valorizou a posse de bola à espera de uma oportunidade. Com dificuldades, o Corinthians só conseguiu finalizar aos nove minutos, com Douglas batendo à direita do gol.

Para driblar a marcação dos africanos, Tite tirou Emerson da esquerda e o trocou de lado com Danilo. Assim, o Corinthians passou a prender a bola no campo ofensivo e dar mais trabalho para o time do Cairo.

EXPLOSÃO COM O GOL DE GUERRERO

Aos 29 minutos do primeiro tempo, a massa corintiana explodiu no estádio Toyota e em diversos lugares do Brasil. Da esquerda, Douglas enfiou de três dedos a bola na área para o centroavante Paolo Guerrero marcar o primeiro gol do Corinthians no Mundial.

O peruano correu o risco de não estar na partida. Substituído ainda no primeiro tempo contra o São Paulo por conta de um problema no joelho direito, o jogador surpreendeu a todos com sua rápida recuperação, foi confirmado por Tite como titular e garantiu o Corinthians na decisão do Mundial.

- O mais importante é quando o time vence. Se é com gol meu, tudo bem. Quero conquistar o Mundial, não importa se eu marque – declarou Guerrero.

TIME RECUA NO SEGUNDO TEMPO

Após o intervalo, o rendimento do Corinthians caiu muito. Precisando do gol para pelo menos levar a partida para a prorrogação, o Al Ahly resolveu se arriscar mais vezes no ataque e o Timão não conseguiu se aproveitar dos espaços deixados pelos egípcios.

Depois da entrada do experiente meia Aboutrika no lugar de Said, o Al Ahly passou a dar ainda mais trabalho para a defesa corintiana. O time africano teve pelo menos duas chances para empatar.

- Recuamos demais. A gente criou a estratégia de dar a bola para eles e tentar roubar pelo contra-ataque, mas para a gente isso foi ruim. Eles tiveram qualidade. Mas o importante é que não tiveram muitas chances. Tiveram posse, mas não infiltração – disse Danilo.

DO JEITO QUE A FIEL GOSTA

Tentando arrumar a marcação e dar força ao contra-ataque , Tite resolveu mexer. Emerson e Jorge Henrique entraram nas vagas de Emerson e Douglas, respectivamente.

No entanto, as substituições não deram certo. O Corinthians teve de suportar a pressão do Al Ahly até o final. Só após o apito final que a angústia da torcida passou. O Timão chegou a decisão do Mundial com sofrimento.

A grande decisão acontecerá no domingo, às 8h30 (de Brasília), em Yokohama, contra o Chelsea-ING ou o Monterrey-MEX, que se enfrentam nesta quinta-feira.

Relacionados