thumbnail Olá,

Felipão, Muricy e Tite são os favoritos para assumir o comando do Brasil. Escolha da CBF só será anunciada em janeiro

POR FERNANDO H. AHUVIA

Logo após o anúncio da saída de Mano Menezes da Seleção Brasileira, começaram as especulações para saber quem será o novo técnico da equipe canarinha. De acordo com a CBF, a escolha só será anunciada de forma oficial no início de janeiro: Tite, Muricy Ramalho e Luiz Felipe Solari são os mais cotados, enquanto Abel Braga, Vanderlei Luxemburgo e até o espanhol Pep Guardiola correm por fora.

Enquanto o novo treinador da Seleção não é anunciado, Goal.com analisa o momento e as chances dos três favoritos a assumir o cargo.

FELIPÃO: O TREINADOR DO PENTA

Desempregado desde que deixou o Palmeiras, Luiz Felipe Scolari é um dos nomes mais fortes para assumir o cargo. Atualmente, Felipão tem realizado palestras e visitas relacionadas ao Ministério do Esporte. Por meio de sua assessoria, ele afirmou que não recebeu nenhum contato da CBF.

A história de Felipão na Seleção Brasileira conta muito a seu favor. Foi ele o comandante do Brasil na conquista do penta, em 2002, na Coreia do Sul e Japão. Contudo, depois disso, seus trabalhos não têm repetido o mesmo sucesso.

Em 2009, Felipão foi mandado embora do Chelsea por conta de desavenças com diversos jogadores do elenco inglês. Antes de voltar para o Palmeiras, em 2010, ele treinou o desconhecido Budyonkor, do Uzbequistão. No Verdão, conseguiu o título invicto da Copa do Brasil, mas não conseguiu tirar a equipe alviverde da zona de rebaixamento e acabou sendo demitido na 24º rodada do Campeonato Brasileiro.

MURICY: CURRÍCULO VENCEDOR

Respaldado por seu currículo vencedor, que inclui a Libertadores da América (Santos) e o tetracampeonato brasileiro (São Paulo 2006, 2007 e 2008, e Fluminense 2010), Muricy Ramalho também desponta como um dos candidatos para substituir Mano Menezes na Seleção Brasileira. Conta a seu favor a simpatia pessoal do presidente da CBF, José Maria Marín.

Em 2010, Muricy foi convidado por Ricardo Teixeira para assumir o cargo de treinador do Brasil antes da contratação de Mano. Porém, por conta do vínculo com o Fluminense, o técnico preferiu cumprir o restante do contrato com o Tricolor das Laranjeiras.

Em entrevista coletiva no CT Rei Pelé, Muricy se disse surpreso com a demissão de Mano, disse não ter sido convidado novamente pela CBF, mas não descartou comandar a Seleção, desde que seja liberado pelo Santos. O treinador tem contrato com o Peixe até o fim do ano que vem.

TITE: ÁPICE DA CARREIRA

Campeão Brasileiro no ano passado e da Libertadores em 2012 (de forma invicta) Adenor Leonardo Bacchi alcançou o melhor momento da carreira no comando do Corinthians, tornando-se hoje um dos melhores técnico do país e um dos favoritos à sucessão de Mano. A permanência de Andrés Sanchez como diretor de seleções da CBF pode facilitar as coisas nesse sentido.

Unanimidade no clube paulista e até entre a maioria dos exigentes torcedores corintianos, Tite precisou superar o início conturbado em sua volta ao Corinthians. Em 2010, chegou na reta final do Campeonato Brasileiro e acabou não conseguindo o título. Em seguida, foi eliminado de forma vexatória pelo Tolima ainda na Pré-Libertadores. Diante do fato, a pressão pela demissão do treinador foi grande, mas o então presidente Andrés Sanches o manteve no cargo. A partir daí, o comandante conseguiu o reconhecimento de todos, com os resultados e conquistas importantes na história recente do Timão.

Em outras oportunidades, Tite já mostrou o desejo de assumir o Brasil quando o ciclo de Mano Menezes chegasse ao fim. Perguntado antes do treino do Corinthians nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, se aceitaria assumir o cargo caso fosse convidado, o comandante tentou desconversar. No entanto, minutos depois, o diretor de futebol Roberto de Andrade afirmou que só liberará o treinador caso a multa rescisória de aproximadamente R$ 5 milhões seja paga.

OPINIÃO DO TORCEDOR




Para você torcedor, quem deve ser o novo treinador da Seleção Brasileira?

Relacionados