Eliminatórias: as seleções que ficaram mais perto de uma vaga no Brasil em 2014

Goal.com analisa quais seleções ganharam moral para ficar com uma das vagas na Copa de 2014. Japão, que voltou a vencer, é a Seleção mais próxima de carimbar o passaporte.
POR THALES MACHADO

A Copa do Mundo de 2014, a mais especial para o Brasil, começa só daqui a pouco mais de 500 dias. Para muitas Seleções, no entanto, a Copa do Mundo já acabou, para outras, são momentos decisivos. As Eliminatórias estão a todo vapor. Alguns países já não sonham mais em vir para o Brasil daqui a dois anos: Somália, na África; Trinidad e Tobago, na América Central; China e Coréia do Norte, na Ásia; e Taiti, na Oceania, são exemplos de seleções que, já eliminadas, adiam o sonho de estaram em uma Copa para 2018. Argentina e Japão, por outro lado, são algumas das mais próximas de serem confirmadas como as primeiras classificadas para a Copa do Mundo do Brasil, o que devem fazer no início de 2013.

A data FIFA passada mexeu com as Eliminatórias asiáticas e européias, mas os amistosos internacionais mostraram seleções que podem ganhar ou perder moral na disputa rumo a 2014. Goal.com buscou informações nos quatro cantos do mundo e traz quais seleções ficaram mais perto do nosso país e quais seriam as classificadas se tudo terminasse por hoje.

Mais perto do Brasil

JAPÃO – Perto de ser o primeiro


O Brasil, até o momento, é a única Seleção garantida na Copa de 2014. O Japão está muito perto de ser a segunda. A Seleção npônica venceu Omã por 2 a 1, fora de casa e com isso disparou na liderança do Grupo A das Eliminatórias Asiáticas. O Japão está com 13 pontos, oito a frente de Austrália e Iraque, segundo e terceiro colocados do grupo. Dois se classificam para a próxima fase. A vaga já pode vir na próxima rodada, a ser disputada no dia 26 de Março. Basta a seleção japonesa vencer a Jordânia, lanterna do grupo, ou a partida entre Austrália e Omã terminar empatada. O Japão não fica de fora de uma Copa desde 1994.
 

IRAQUE- O respiro do time de Zico

Até a última rodada, o Iraque, treinado pelo brasileiro Zico, era lantera do seu grupo e via com dificuldades a chance de estar no Brasil em 2014. O jogo contra a Jordânia era, portanto, fundamental para as pretensões iraquianas. A vitória pelo placar mínimo mais a derrota de Omã para o Japão deram sobrevida ao time treinado pelo Galinho, que agora ocupa a terceira posição e estaria classificado para a repescagem se as Eliminatórias acabassem hoje. O Iraque deve brigar com Austrália, Omã e Jordânia por mais uma vaga direta e outra na respescagem asiática.  Se conseguir a vaga, Zico levará o país do Oriente Médio para uma Copa do Mundo pela segunda vez. Em 1986, a Seleção iraquiana foi à Copa da Espanha, sendo eliminada na primeira fase com três derrotas e apenas um gol marcado.

SUÉCIA – Ibrahimovic merece

A Suécia está em segundo lugar do Grupo C das eliminatórias da Europa e não jogou nesta rodada. O último resultado, um empate em 4 a 4 com a líder Alemanha, fora de casa, foi positivo, mas o amistoso disputado nesta data Fifa foi ainda mais. Os suecos venceram a poderosa Inglaterra por 4 a 2 em um emocionante partida que foi decidida nos quinze minutos finais. Ibrahimovic, protagonista, marcou os quatros gols, sendo o último de rara beleza e categoria, naquele que já é apontado como um dos gols mais incríveis dos últimos tempos. Uma vitória para dar moral à Seleção suceca, que enfrenta a Irlanda na próxima rodada, em Estocolmo.


MONTENEGRO – Deixando os ingleses para trás

A rodada das eliminatórias na Europa teve poucos jogos, com nenhuma Seleção de grande destaque. Montenegro, seleção mais nova do continente e que nunca foi à Copa, cumpriu bem o seu papel. O desafio não era muito difícil: a seleção da ex-Iugoslávia venceu San Marino, uma das três piores seleções no ranking da FIFA por 3 a 0, passou a Inglaterra, e assumiu a liderança do Grupo H, com 10 pontos. Os montenegrinos saem em vantagem em um grupo forte, que conta com seleções como Polônia, Ucrânia, sedes da última Euro e os ingleses, campeões mundiais em 1966. Montenegro volta a campo em Março, quando tem a Moldávia pela frente.



E se 2014 fosse hoje?

NA COPA
Se Eliminatórias acabassem hoje, a Venezuela disputaria sua primeira Copa do Mundo. É o único país da América do Sul que nunca disputou o torneio.
Muito ainda falta para definir as 31 vagas restantes na Copa do Mundo de 2014. Só o Brasil está garantido. Simulamos então, se as eliminatórias terminassem hoje, quais seriam as seleções classificadas de acordo com a melhor campanha até então. O resultados mostram algo bem parecido com o que podemos ter na Copa. Claro que se trata de uma suposição feita com muitos poucos jogos. A título de brincadeira, na curiosidade de saber quais países podem vir pra cá, vemos que, no momento, teríamos estreias importantes na Copa, como Zâmbia, Etiópia, Venezuela, Bósnia e Montenegro.

PAÍS SEDE
Brasil*

ÁSIA

Coréia do Sul, Uzbequistão, Jápão, Austrália e Irã na repescagem.  O perdedor enfrentaria a Nova Zelândia, classificada da repescagem da OCEANIA.

ÁFRICA
Egito, Zâmbia, Tunísia, Senegal e Etiópia.

AMÉRICA CENTRAL E DO NORTE
México, Estados Unidos e Honduras - Panamá disputaria a repescagem

AMÉRICA DO SUL
Argentina, Equador, Colômbia e Venezuela - Uruguai disputaria a repescagem

EUROPA
Belgica, Italia, Alemanha, Holanda, Suiça, Rússia, Bósnia, Montnegro, Espanha, Grécia, Croácia, Inglaterra e França.