thumbnail Olá,

Goal.com analisa da América até a Oceania e mostra quais foram as seleções que se aproximaram e as que se afastaram de uma vaga na Copa do Mundo do Brasil, em 2014.

A Copa do Mundo de 2014, a mais especial para o Brasil, começa só daqui a pouco mais de 600 dias. Para muitas Seleções, no entanto, a Copa do Mundo já acabou, para outras, já vive momentos decisivos. As Eliminatórias já estão a todo vapor. Alguns países já não sonham mais em vir para o Brasil daqui a dois anos: Somália, na África; Trinidad e Tobago, na América Central; China e Coréia do Norte, na Ásia; e Taiti, na Oceania, são exemplos de seleções que, já eliminadas, adiam o sonho de estaram em uma Copa para 2018. Argentina e Japão, por outro lado, são as seleções mais próximas de serem confirmadas como as primeiras classificadas para a Copa do Mundo do Brasil, o que devem fazer no início de 2013.

Aproveitando a data FIFA que passou e mexeu com as eliminatórias nos quatro cantos do mundo, Goal.com analisa da Oceania à América, e mostra quem ficou mais perto e quem ficou mais longe de uma vaga em 2014.

Mais perto do Brasil

ARGENTINA – O BRILHO VOLTOU


Um ano após a trágica eliminação argentina na Copa América no próprio país, a alegria voltou para os hermanos. As duas rodadas disputadas nas Eliminatórias foram mágicas, com Messi e compania mostrando um belíssimo futebol. Primeiro, uma vitória de goleada em casa diante do Uruguai, atual campeão da Copa América. Depois, um importante e difícil triunfo diante do Chile, em Santiago. Seis pontos que solidificaram a Argentina na liderança das eliminatórias Sul-Americana e deram oito pontos de vantagem no grupo dos 4 países garantidos na Copa. A classificação parece, agora, questão de tempo. E o bom futebol de volta já dá o tom que, além de classificar, os hermanos virão, como sempre, com status de favoritos ao Tri no Brasil.

ESTADOS UNIDOS - No sufoco

A CONCACAF encerrou na Terça a segunda fase das eliminatórias, que decidem os seis finalistas que brigarão pelas três vagas do continente. A Seleção dos Estados Unidos, sempre presente, teve que brigar até a última rodada para conseguir a vaga. O time chegou à penúltima rodada com 7 pontos, dividindo a segunda posição com a Guatemala. Venceu a fraca Antigua e Barbuda por 2 a 1, e viu a Guatemala vencer a Jamaica, empatando os três países com 10 pontos na rodada final. Coube aos EUA ter que disputar a vaga em confronto direto com os guatemaltecos, e o time americano saiu vitorioso, 3 a 1.

Além dos americanos, Jamaica, México, Costa Rica, Honduras e Panamá disputarão, em 2013, três vagas diretas e uma na repescagem para a Copa de 2014.

RUSSIA – Melhor da Europa

Com apenas quatro rodadas disputadas, as eliminatórias europeias ainda engatinham perto das outras. É o único continente que ainda não tem nenhuma seleção eliminada. A Rússia se destaca no cenário, com 100% de aproveitamento até aqui. Só russos e holandeses só venceram, sem nenhum tropeço. A diferença do país sede de 2018 é que eles abriram maior vantagem em relação ao segundo colocado e que venceram o grande rival do grupo. Já são cinco pontos de diferença para Israel, na vice liderança do Grupo F das eliminatórias europeias. Se ontem venceu o fraco Azerbaijão por 1 a 0, a vitória pelo mesmo placar na Sexta, diante de Portugal, animou. Os lusos que contam com Cristiano Ronaldo são os favoritos à vaga no grupo.

Vendo o Brasil cada vez mais longe

IRAQUE – De nada adiantou o amistoso com o Brasil

Depois de perder por 6 a 0 para o Brasil de Mano, o Iraque de Zico voltou as atenções para as eliminatórias asiáticas, onde precisava d eum bom resultado em casa, diante da forte Austrália. Não deu. O time de Zico foi derrotado por 2 a 1 e agora ocupa a lanterna do grupo que define duas vagas para a Copa de 2014. Com apenas dois pontos conquistados, o Iraque vê a frente Jordânia (4 pontos), Omã (5), Austrália (5) e Japão (10) e tem um confronto com cada equipe para reverter a situação. O próximo compromisso do time de Zico é dia 14 de Novembro, contra Omã, em casa.



PORTUGAL – Se complicando

As eliminatórias europeias são especialmente complicadas porque só dão vaga para o vencedor de cada grupo de 6 ou 7 seleções. Os segundos colocados disputam uma repescagem. Portugal, favorita absoluta no Grupo F, no momento, ficaria de fora da Copa do Mundo. O time, depois de duas vitórias nos dois primeiros jogos, tropeçou feio nas duas rodadas disputadas nesta semana, caindo para a terceira posição, atrás de Rússia e Israel. A derrota para os russos em Moscou foi ruim, mas o pior resultado foi o empate diante da Irlanda do Norte em plena Lisboa. Portugal já perdeu cinco preciosos pontos, que farão falta no final na decisão de uma vaga direta ou na repescagem.


URUGUAI – Só caindo


Seleção sensação desde a Copa de 2010, os campeões da Copa América começaram bem demais a missão de conquistar a segunda Copa do Mundo no Brasil. Fizeram sete dos nove pontos possíveis dos três primeiros jogos das Eliminatórias. Nos últimos quatro, no entanto, só um ponto conquistado. Nos dois jogos recém disputados, nenhum ponto. Os bi campeões mundiais foram derrotados pela Argentina em Mendoza e pela Bolívia na altitude de La Paz. O resultado da campanha ruim é que, de líder, o time já está na 5ª posição, e hoje disputaria repescagem para saber se iria à Copa. Muito ruim para um time que parecia poder chegar com uns conjuntos mais fortes à 2014.

E se 2014 fosse hoje?

NA COPA
Se Eliminatórias acabassem hoje, a Venezuela disputaria sua primeira Copa do Mundo. É o único país da América do Sul que nunca disputou o torneio.
Muito ainda falta para definir as 31 vagas restantes na Copa do Mundo de 2014. Só o Brasil está garantido. Simulamos então, se as eliminatórias terminassem hoje, quais seriam as seleções classificadas de acordo com a melhor campanha até então. O resultados mostram algo bem parecido com o que podemos ter na Copa. Claro que se trata de uma suposição feita com muitos poucos jogos. A título de brincadeira, na curiosidade de saber quais países podem vir pra cá, vemos que, no momento, teríamos estreias importantes na Copa, como Zâmbia, Etiópia, Venezuela, Bósnia e Montenegro.

PAÍS SEDE
Brasil*

ÁSIA

Coréia do Sul, Irã, Jápão, Austrália  - Omã x Uzbequistão na repescagem.

ÁFRICA
Egito, Zâmbia, Tunísia, Senegal e Etiópia.

AMÉRICA CENTRAL E DO NORTE
México, Estados Unidos e Honduras - Panamá disputaria a repescagem

AMÉRICA DO SUL
Argentina, Equador, Colômbia e Venezuela - Uruguai disputaria a repescagem

EUROPA
Belgica, Italia, Alemanha, Holanda, Suiça, Rússia, Bósnia, Inglaterra e Espanha, Grécia, Croácia, Montenegro e França.

Relacionados