thumbnail Olá,

Verdão precisa somar pelo menos mais 18 pontos nos nove jogos que tem a disputar

POR FERNANDO H. AHUVIA - DIRETO DE SÃO PAULO

Apenas um milagre salvará o Palmeiras do rebaixamento. Após a trágica derrota por 1 a 0 para o Coritiba, na última quinta-feira, em Araraquara, o Verdão vive seu pior momento neste Campeonato Brasileiro. Com 26 pontos, o time comandado por Gilson Kleina está nove atrás da primeira equipe fora da zona de rebaixamento, o Bahia.

Apesar do título da Copa do Brasil, o fato é que o elenco alviverde é fraco. Equipe dependente de Marcos Assunção e Barcos, departamento médico sempre cheio e atletas que não correspondem da forma esperada são apenas alguns dos problemas que levam a essa dura realidade de um time que tem mostrado muitas deficiências em campo.

O meia Valdivia, por exemplo, voltou ao Palmeiras no meio de 2010 e, desde então, não conseguiu repetir as atuações de sua primeira passagem pelo clube. A queda de produção em campo e as diversas contusões já irritaram a diretoria e a própria torcida. Daniel Carvalho chegou no início do ano e não agradou, Wesley disputou apenas quatro partidas com a camisa do Verdão e se lesionou.

RESPIRANDO POR APARELHOS

Se depender da matemática, o Palmeiras dificilmente conseguirá tirar o pé da cova. De acordo com os cálculos do Departamento de Matemática da UFMG, a chance do alviverde ser rebaixado no Campeonato Brasileiro de 2012 é de 85,4%.

O time paulista tem a terceira pior campanha do returno com apenas dez pontos conquistados em dez partidas. Para se livrar do risco de rebaixamento, o Verdão precisa somar pelo menos mais 18 pontos nos nove jogos que tem a disputar. Isso configura um aproveitamento de 66,6%, superior ao do vice-líder Grêmio.

- Vamos acreditar sempre, só que agora é preciso um aproveitamento de time campeão mesmo. Temos de acreditar no trabalho. Quando cheguei, a frase que mais ouvi foi “Não vai dar”. Tem de esquecer isso e fazer as coisas conspirarem a nosso favor – declarou Gilson Kleina.

SEQUÊNCIA COMPLICADA
  Próximos jogos
14/10
Náutico (F)
17/10
Bahia (F)
20/10
Cruzeiro (C)
27/10
Internacional (F)
04/11
Botafogo (C)
11/11
Fluminense (C)

Para alcançar a difícil missão de se livrar do rebaixamento, o Palmeiras precisará superar a dura sequência de jogos que terá pela frente. Neste domingo, às 16h, nos Aflitos, a equipe joga contra o Náutico, 11º colocado, com 37 pontos.

Na sequência, o Verdão irá visitar o Bahia, que ocupa a 16º posição, com 35 pontos. Depois, o alviverde recebe o Cruzeiro (9º), encara o Internacional (6º), pega o Botafogo (8º) e o líder Fluminense em casa.

Nas três últimas rodadas, o Palmeiras visita o Flamengo no Engenhão. Em seguida, encara em casa o provavelmente rebaixado Atlético-GO e encerra sua participação no clássico contra o Santos.

FLUMINENSE COMO INSPIRAÇÃO

O líder Fluminense serve de inspiração ao Palmeiras pelo que fez em 2009. Na ocasião, os matemáticos calculavam 99% de chance de rebaixamento para o lanterna do Brasileirão. Com seis vitórias e um empate nas últimas sete rodadas, o time comandado por Cuca chegou aos 46 pontos e conseguiu se livrar da Série B.

Para os matemáticos, só um milagre fará com que o Palmeiras não seja rebaixado. Resta ao Verdão conseguir provar que eles estão errados.

Relacionados