thumbnail Olá,

Agora por Fluminense e Botafogo, Deco e Seedorf se encontram pela 8ª vez amanhã. Confira os jogos anteriores, válidos pela Champions League, Eurocopa e Supercopa Européia.

Porto x Real Madrid; Porto x Milan; Barcelona x Milan e o confronto entre as seleções de Portugal e Holanda. Clássicos entre gigantes futebol europeu, certo? Pois bem, amanhã, no Engenhão, o clássico mais antigo do Brasil, Botafogo x Fluminense, marcará o sétimo confronto entre dois craques do futebol mundial, gênios do meio campo que marcaram a década passada. Seedorf, holandês nascido no Suriname reencontra Deco, português nascido no Brasil. Um choque que escancara a nova fase do Brasileirão. Um jogo imperdível só pelo confronto entre dois jogadores veteranos, mas talvez os melhores que estão atuando no país. O clássico, desta vez, é dos vovôs.

Goal.com buscou nos seus arquivos e relembra agora os sete confrontos entre Deco e Seedorf na história. São sete jogos entre 1999 e 2006, e o resultado é bem equilibrado. Botafogo x Fluminense será o tira teima para o confronto entre dois craques históricos.

O PRIMEIRO ENCONTRO | Real Madrid 3x1 Porto - 28/9/1999

O JOGO
Local Santiago Bernabeu, Madrid, Espanha
Competição UEFA Champions Legue 1999-00, 1ª fase
Gols Moriente, Helguera e Hierro (Real) e Jardel (Porto)
DECO x SEEDORF
Vitórias do DECO 0
Empates 0
Vitórias do Seedorf 1

O dia 28 de Setembro de 1999, mais de 12 anos atrás, foi a data do primeiro embate entre Deco e Seedorf na história. Deco ainda era um jovem talento recém chegado ao Porto e Seedorf um jogador já consagrado, com Copa do Mundo no currículo, e dois títulos de Champions League. Curiosamente, no entanto, Seedorf só entrou neste jogo aos 18 minutos do Segundo Tempo, no lugar de McManaman. Deco era titular absoluto entre os jovens do Porto, mas Seedorf, já expeirente, brigava por uma vaga no meio campo com as estrelas do Madrid. Os dois times vinham de duas vitórias nos dois primeiros jogos e disputavam a liderança do grupo da UEFA Champions League 1999-00. No Bernabeu, melhor para as estrelas do Real Madrid que superaram o Porto por 3 a 1, e Seedorf, mesmo sem saber, abia 1 a 0 no confronto com o lusitano.

O TROCO | Porto 2x1 Real Madrid - 20/10/1999

O JOGO
Local Estádio das Antas, Lisboa, Portugal.
Competição UEFA Champions Legue 1999-00, 1ª fase
Gols Jardel 2 (Porto) e Peixe (Madrid, contra).
DECO x SEEDORF
Vitórias do DECO 1
Empates 0
Vitórias do Seedorf 1

Um mês depois, sob o mesmo contexto deixado no jogo anterior, Seedorf e Deco voltariam a se ver, desta vez no Estádio das Antas, em Lisboa, para o segundo jogo, válido pela 4ª rodada da fase de grupos da UCL daquele ano. Mais uma vez, Deco foi titular e Seedorf entrou no segundo tempo, desta vez no lugar do francês Anelka. Com muita garra, os portugueses superaram os galáticos madrileños, e Deco impôs sua primeira vitória a Seedorf, empatando o confronto e os times na liderança do grupo. Um 2 a 1 com dois gols do brasileiro Jardel, mais ídolo no Porto do que o próprio Deco. No fim, os dois times avançaram, com o Real em primeiro. O Porto caiu nas Quartas de Final para o Bayern de Munique, o que impediu enfrentar Seedorf de novo nas semifinais. O Real avançou à final e Seedorf conquistou a sua terceria Champions League em 2000, a segunda pelo Real Madrid.

CONFRONTO DE CAMPEÕES | Milan 1x0 Porto - 29/8/2003

O JOGO
Local Louis II, Mônaco, Mônaco.
Competição Supercopa da Europa 2003 - Final
Gols Shevchenko (Milan)
DECO x SEEDORF
Vitórias do DECO 1
Empates 0
Vitórias do Seedorf 2

Quatro anos depois, no reencontro dos meias a situação de Deco era bem diferente. De jovem promessa, o camisa 20 era realidade no Porto de José Mourinho. O time havia sido campeão da Copa da UEFA, com o português como destaque. Seedorf já saíra do Real Madrid, passara por Internazionale e agora iniciava sua longa trajetória no Milan, onde, na temporada de estreia, já havia vencido sua quarta Champions League. O confronto foi válido pela Supercopa Européia, reunindo os dois campeões europeus. Curiosamente, se hoje Seedorf é o 10 do Botafogo e Deco o 20 do Fluminense, as camisas eram invertidas nove anos atrás. Seedorf era o 20 do Milan, já que a 10 pertencia ao português Rui Costa e Deco usava 10 do time de Lisboa.

O gol de Shevchenko aos 10 minutos do primeiro tempo deu o título ao Milan e fez Seedorf passar a frente no confronto com Deco. No fim da temporada, Deco começava a se tornar lenda do futebol mundial ao vencer a sua primeira UEFA Champions League pelo Porto.

ATÉ NA EUROCOPA | Portugal 2x1 Holanda - 30/6/2004

O JOGO
Local Jose Alvalade, Lisboa, Portugal
Competição Eurocopa 2004 - Semifinal
Gols Cristiano Ronaldo e Maniche (Portugal), Andrade (Holanda, gol contra)
DECO x SEEDORF
Vitórias do DECO 2
Empates 0
Vitórias do Seedorf 2

Nem Deco nasceu em Portugal, nem Seedorf na Holanda. Mesmo assim, ambos foram muito importantes defendendo suas seleções nacionais. Tanto o português quanto o holandês disputaram Copa do Mundo e Eurocopa. E se enfrentaram naquela que é, até hoje, o jogo mais importante da história do confronto entre Portugal e Holanda, duas seleções de muita tradição. Ambos foram titulares na semifinal histórica da Eurocopa de 2004, disputada em Lisboa.

Um jovem Cristiano Ronaldo, treinado por Felipão, abriu o placar da vitória por 2 a 1 que deu a Portugal o direito de disputar uma final pela primeira vez. A Holanda de Seedorf caiu nas semifinais pela segunda vez consecutiva. No fim, o time de Deco sucumbiu diante da surpresa Grécia, zebra campeã da Euro daquele ano.

ROTEIRO PARECIDO | Milan 1x0 Barcelona - 21/10/2004

O JOGO
Local San Siro, Milão, Itália
Competição UEFA Champions Legue 2004-05, 1ª fase
Gols Shevchenko (Milan)
DECO x SEEDORF
Vitórias do DECO 2
Empates 0
Vitórias do Seedorf 3

Mais um confronto, de novo pela Champions League, de novo pela primeira fase. Os meias de Bota e Flu se enfrentaram pela primeira vez em um grande clássico do futebol europeu, o confronto entre os gigantes Milan, do holandês, contra o Barcelona, que tirara Deco de Portugal. Além dos dois, Ronaldinho e Dida, atualmente jogando o Brasileirão, estavam em campo. Mais uma vez disputando a liderança do grupo, os times fizeram um jogo equilibrado. E mais uma vez foi o ucraniano Shevchenko que decidiu a parada para o jogador do Botafogo. 1 a 0 Milan, 3 a 2 para Seedorf.

OUTRA SEMIFINAL | Milan 0x1 Barcelona - 19/4/2006

O JOGO
Local San Siro, Milão, Itália
Competição UEFA Champions Legue 2005-06, Semifinal
Gols Giuly
DECO x SEEDORF
Vitórias do DECO 3
Empates 0
Vitórias do Seedorf 3

As quatro Champions League de Clarence Seedorf poderiam virar cinco, e a única de Deco poderia virar duas. Nesse espírito, os jogadores se viram frente a frente em um embate de dois jogos valendo vaga na grande final da UEFA Champions Leagues de 2005/06. Os dois já eram lendas, mas o confronto também punha, frente a frente, o Barça de Ronaldinho contra o Milan de Kaká.

O Barcelona se impôs no San Siro e conseguiu uma belíssima vitória por 1 a 0, ganhando muita vantagem para o jogo do Camp Nou. O gol do francês Giuly empatou o confronto entre o craque alvinegro e o tricolor. Três vitórias para cada lado. O desempate estava marcado: dali a uma semana, valendo vaga na final, no estádio do Barcelona.

DESEMPATE | Barcelona 0x0 Milan - 26/4/2006

O JOGO
Local Camp Nou, Barcelona, Espanha
Competição UEFA Champions Legue 2005-06, semifinal
Gols Ninguém.
DECO x SEEDORF
Vitórias do DECO 3
Empates 1
Vitórias do Seedorf 3

Seis anos atrás Deco e Seedorf tiveram a oportunidade de desempatar o confronto. Em um Camp Nou lotado, o Barcelona precisava só de um empate para ir à final. E conseguiu. O único jogo sem gols no confronto entre os craques é também o único empate. Com o resultado, Deco, Ronaldinho e Barcelona passaram à final, onde venceram o Arsenal e Deco se tornou bi da competição.

No confronto entre os meias, no entanto tudo ficou igual. O desempate, desta vez, demorou a ser marcado. Deco seguiu no Barça, passou pelo Chelsea e veio parar no Fluminense na volta ao futebol brasileiro. Seedorf conquistou mais idolatria e a quinta UEFA Champions League no Milan, e este ano, resolveu viver uma vida nova no Brasil, no Botafogo. Ás 18h30 de amanhã o Engenhão recebe mais este capítulo de uma bonita história entre dois gigantes do futebol mundial. Há de se admitir, tudo isso faz muito bem ao futebol e ao campeonato Brasileiro.

Relacionados