thumbnail Olá,

Goal.com destacou algumas das negociações mais inusitadas nos maiores campeonatos do Velho Continente

MAICON
De: Internazionale Desde que a desastrosa temporada da Internazionale terminou, em maio, a impresa esportiva cravou a ida do lateral-direito Maicon para o Real Madrid, onde seria treinado pelo ex-chefe José Mourinho.

O boato ganhou força com as notícias de que o clube nerazzurro faria uma renovação no elenco, além das declarações de seus representantes, afirmando que era hora de Maicon deixar o San Siro.

Eis que o City entrou na jogada e, sem fazer nenhum alarde, conduziu a negociação até que, na última sexta-feira, anunciou o brasileiro por uma bagatela: R$ 10 milhões, um valor e tanto para um dos melhores da posição no futebol mundial.
Para: Manchester City
Valor: € 4 milhões

MICHAEL ESSIEN
De: Chelsea A grande parte dos esforços do Real Madrid enquanto a 'feira' do mercado de transferências esteve aberta teve um alvo publicamente declarado: o croata Modric, do Tottenham, anunciado, enfim, na última terça-feira.

Insatisfeito com o rendimento de Lass Diarra, porém, José Mourinho e seus assessores precisavam de um jogador de contenção, capaz de disputar posição com o titular absoluto Sami Khedira.

Por que não, então, apelar para a solução conhecida? Assim como fez no Chelsea, o português pediu, e levou o ganês Michael Essien por empréstimo de um ano, e o volante foi anunciado na última sexta-feira
Para:  Real Madrid
Valor: Empréstimo

SANTI CAZORLA
De: Málaga Ao contrário do que não fez no ano passado, o Arsenal não deixou o planejamento da temporada seguinte para a última hora, e dessa forma conseguiu trazer nomes como Olivier Giroud e Lukas Podolski.

Eis que notícias sobre o outro lado do futebol ganharam força em agosto: endividado, o Málaga sofria um duro golpe em seu sonho de brilhar entre os grandes, e precisaria vender seus principais jogadores para quitar as dívidas.

Rapidamente, Arsene Wenger entrou em ação e logo trouxe um reforço de peso, praticamente um sucessor de Cesc Fabregas: o também espanhol Santi Cazorla.
Para: Arsenal
Valor: € 21-23 milhões

JAVI MARTÍNEZ
De: Athletic Bilbao O vice-campeão europeu e alemão foi tímido durante a maior parte da janela de transferências, ora investindo no futuro, com Shaqiri, ora em nomes bem conhecidos localmente, casos de Dante e Mandzukic.

Durante esse tempo, também, o volante Javi Martínez sofreu todo o tipo de assédio para deixar o País Basco: Barcelona e Manchester United duelavam nos bastidores pela melhor oferta, enquanto o técnico Marcelo Bielsa ameaçava se demitir caso a joia do Athletic fosse negociada.

Sem pressa, os bávaros admitiram o interesse no jogador no meio de agosto até que, na última quarta-feira, Martínez foi anunciado como novo reforço do clube.
Para: Bayern de Munique
Valor: € 40 milhões

ALEXANDRE SONG
De: Arsenal Não é tarefa das mais fáceis, mas é, sim, possível apontar quais setores do arrasador Barcelona mais carecem de um reforço de peso. Seria o meio-de-campo um deles? Diretoria e comissão técnica acharam que sim.

Mesmo contando com Busquets e Mascherano como as âncoras da intermediária blaugraná, servindo de apoio para o talento de Xavi e Iniesta, o clube foi atrás e fechou com o camaronês Alexandre Song, ex-Arsenal.

Resta saber agora se o investimento consideravelmente alto (Song custou mais que Alba, que teve uma grande Euro 2012 pela Espanha) e limpará as dúvidas que cercam sua contratação.
Para: Barcelona
Valor: € 19 milhões

HULK
De: Porto Ver Hulk brindar-nos com seus gols em outros palcos é o desejo de muitos entusiastas que viram-no brilhar no Porto ao longo dos últimos quatro anos. Antes mesmo da última temporada terminar, o Chelsea demonstrou interesse em sua contratação, basta ver o números de 'alarmes falsos' que anunciaram sua mudança para o Stamford Bridge.

Encerrada as janelas dos principais campeonatos europeus, o Zenit entrou em ação, abriu a carteira e levou: pagou o combinado de 80 milhões de euros (quase R$ 200 milhões) para levar o goleador dos Dragões e o meia Alex Witsel, do rival Benfica.

Não restam dúvidas que Hulk conseguiu dominar Portugal, mas faltou-lhe ir além das fronteiras nacionais. Será que o brasuca conseguirá isso na gélida Rússia?
Para: Zenit St. Petersburgo
Valor: € 60 milhões

Relacionados