thumbnail Olá,

Após o fracasso do Brasil na Copa do Mundo de 2010, foi a vez da era Mano Menezes. Com o tropeço contra o México, Mano começa a cair em descrédito

Após o fracasso do Brasil na Copa do Mundo de 2010, foi a vez da era Mano Menezes. O treinador gaúcho assumiu o comando da Seleção e vem alternando, jogo a jogo, acertos e erros em partidas razoáveis. Até agora, foram mais de 20 jogos e apesar do bom início, a equipe brasileira tropeçou no México e começa a cair em descrédito, despertando a desconfiança do torcedor em Mano Menezes. 

A estreia no cargo - Com a missão de renovar a Seleção Brasileira, após o fiasco da "era Dunga", Mano Menezes apostou na dupla Ganso e Neymar.


A maior parte da geração anterior como Kaká e Luis Fabiano foi praticamente aposentada e Mano preferiu investir em uma nova leva de jogadores. A aposta rendeu a vitória de 2 a 0 sobre os EUA, com futebol bonito, com gols de Neymar e Alexandre Pato.
 
A primeira derrota
- A primeira derrota da Seleção na era Mano, foi contra a rival Argentina. Lionel Messi marcou no finzinho, acabando com um jejum de cinco anos sem triunfos sobre o arquirrival brasileiro.


A estrela brasileira na partida foi Ronaldinho Gaúcho, que carimbava todos os lances no meio de campo, tentando criar jogadas para Neymar e Robinho, além dos jogadores Daniel Alves e David Luiz. Com a derrota para "los hermanos", a equipe Brasileira perdeu a invencibilidade sob o comando de Mano, que vinha de três vitórias, em três jogos e nenhum gol sofrido.

A queda em solo argentino - A Copa América foi, sem dúvida, um verdadeiro vexame para Mano Menezes. O Brasil não conseguiu confirmar a soberania ofensiva sobre o Paraguai e foi eliminada nas quartas de final nos pênaltis. Apesar de parecer absoluto nos 90 minutos e mais ofensivo na prorrogação, o Brasil não conseguiu sair do empate em 0 a 0 e foi para os pênaltis. A equipe verde amarela perdeu todas as quatro cobranças. 


A partida foi marcada pelo nervosismo de Lucas, que se envolveu em uma confusão com o lateral paraguaio Antolín Alcaraz, sendo expulso. Nas cobranças de pênalti, Elano e Thiago Silva bateram mal, André santos mandou pra longe do gol e Fred para o lado. A eliminação na primeira competição oficial da equipe brasileira, Mano Menezes viu o Brasil fazer uma campanha tão ruim quanto a Copa América de 2001.A permanência do treinador no cargo deu-se devido a Ricardo Teixeira, que "bancou" Mano à frente do time.

A conquista do Superclássico das Américas - Após o vexame da Copa América, Mano consegue êxito com a equipe brasileira no Superclássico das Américas. Ousado, o Brasil venceu a Argentina e sagrou-se campeã. Com bela atuação de Lucas, Neymar, Cortês e Ronaldinho Gaúcho, brasileiros fazem 2 a 0 nos hermanos e conquistam o título, o primeiro de Mano à frente da Seleção.


A primeira conquista da era Mano teve assinatura de Lucas e Neymar. Mesmo em uma Argentina "cambaleante", a vitória traria de volta a confiança no treinador e na Seleção e renovaria a esperança em um time olímpico.

A montagem do time olímpico - Sem dúvida, o foco principal de Mano era a disputa das Olimpíadas 2012. A competição era a única (e ainda é) que o futebol brasileiro não tinha conquistado. Na preparação, uma série de amistosos foram realizados com o objetivo de testar jogadores como Leandro Damião, Oscar, Hulk e Lucas.


Jogos contra a Dinamarca, Eua, México e Argentina serviram de preparação para a equipe sub-23. David Luiz e Thiago Silva, zagueiros, Daniel Alves e Marcelo, além de Neymar, eram os homens de confiança do treinador.  
  
A decepção de prata - Com a equipe definida, foi a vez dos Jogos Olímpicos. Na competição, a seleção de Mano manteve uma ótima média de gols (três por partida) e teve em Leandro Damião o goleador do torneio.


Mais uma vez, a atuação dos brasileiros sob o comando de Mano, oscilou entre boas e más apresentações. Passou com facilidade pela Coreia do Sul, Belarus e Nova Zelândia, mas teve dificuldades contra Honduras e Egito. Por fim, sendo derrotada na final pelo México.

Ao ser questionado sobre o motivo da derrota, Mano disse apenas que faltou algo na seleção olímpica e que agora as atenções estão voltadas para a Copa de 2014. Basta saber se ele estará à frente da equipe até lá. 

Relacionados