thumbnail Olá,

Goal.com lista os principais momentos que marcaram a conquista inédita do Timão

POR FERNANDO H. AHUVIA - DIRETO DE SÃO PAULO

O 4 de julho de 2012 ficará marcado para sempre como o dia em que o Corinthians conquistou pela primeira vez a Copa Libertadores da América. Confira os momentos inesquecíveis do título invicto do Timão na competição.

Na estreia, Timão arranca empate no apagar das luzes

A estreia do Corinthians na Libertadores foi sofrida. Em um jogo duro, o Timão perdia do Deportivo Táchira-VEN até aos 48 minutos do segundo tempo, quando Alex cobrou falta na área e o volante Ralf testou firme para empatar.

O gol desperdiçado por Diego Souza

O Vasco foi considerado por muitos o adversário mais difícil do Corinthians na Libertadores. Assim como no empate sem gols em São Januário, o duelo no Pacaembu também era muito equilibrado.

Aos 17 minutos da etapa complementar, Alessandro chutou a bola em cima de Diego Souza, que avançou sem marcação até a grande área. O coração do torcedor corintiano disparou. O camisa 10 do time vascaíno chutou sem força no canto esquerdo e o goleiro Cássio conseguiu fazer o desvio para alívio da nação alvinegra. A história da Libertadores poderia ter sido outra caso a bola tivesse entrado.

O gol de Paulinho e comemoração de Tite no meio da torcida

A classificação corintiana para as semifinais da Libertadores foi sofrida, do jeito que a Fiel gosta. Aos 42 minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio de Alex, o volante Paulinho subiu sozinho entre os zagueiros e cabeceou para o fundo do gol vascaíno.

A partida também foi marcada pela comemoração do técnico Tite no meio do bando de loucos. Expulso por reclamação, o treinador corintiano resolveu ir para o alambrado da numerada.

Romarinho Iluminado

Jogando na La Bombonera, o Corinthians perdia do Boca Juniors pelo placar mínimo, não jogava bem e praticamente não chegava ao ataque. Para mudar o resultado da partida, Tite foi corajoso ao colocar Romarinho no lugar de Danilo. Em seu primeiro toque na bola nesta Libertadores, o camisa 21, após belo passe de Emerson, deu um toque de categoria por cima de Orión para festa corintiana.

Os gols de Emerson Sheik

O atacante Emerson foi importante para o Corinthians nos momentos decisivos da Libertadores. O Sheik, que já havia feito o gol da vitória do Timão por 1 a 0 sobre o Santos, no jogo de ida da semifinal, na Vila Belmiro, voltou a brilhar na grande decisão da competição contra o Boca Juniors.

No segundo tempo, Emerson escreveu de vez seu nome na história alvinegra ao marcar os dois gols do jogo. Aos oito minutos, o camisa 11 recebeu passe de calcanhar de Danilo e mandou para o fundo da rede. Aos 27, o Sheik aproveitou erro do zagueiro Schiavi, partiu em velocidade e tocou na saída do goleiro Sosa Silva.

Relacionados