thumbnail Olá,

Com um gol de Romarinho no fim do jogo, Timão empata com o Boca Juniors e fica a uma vitória do título inédito da competição sul-americana.

POR FERNANDO H. AHUVIA - DIRETO DE SÃO PAULO

Em jogo dramático, o Corinthians empatou em 1 a 1 com o Boca Juniors, nesta quarta-feira, no estádio La Bombonera, graças ao gol do meia-atacante Romarinho, aos 40 minutos do segundo tempo. Confira os melhores momentos do empate heroico do Timão no primeiro jogo da decisão da Copa Libertadores da América:

Corinthians não sente a pressão da Bombonera

Como já era esperado, o torcedor do Boca Juniors lotou o estádio La Bombonera e não parou de cantar durante todo o confronto. No entanto, o Corinthians não se amedrontou e usou um pouco da tradicional catimba argentina.

Um dos principais jogadores alvinegros na campanha da Libertadores, o atacante Emerson disse que a equipe sente a pressão. No entanto, o sheik afirma que a torcida corintiana é mais impressionante.

- Eu acho que igual a torcida do Corinthians, com todo respeito ao Boca, não tem. Mas a gente sente o eco dos gritos lá de dentro, a pressão. Mas, quando a bola rola, são 11 contra 11. O estádio, essa estrutura, esse concreto não entra para jogar. Vence quem for mais homem, quem for melhor, quem errar menos - declarou.

Timão seguro no primeiro tempo

Durante os primeiros 45 minutos, o sistema defensivo do Corinthians funcionou muito bem. Principal preocupação do setor, Riquelme praticamente não teve espaços para criar as jogadas de ataque do Boca Juniors. Paulinho, Ralf e Alessandro perseguiram de perto o meia.

O time Xeneize só conseguiu levar perigo ao gol de Cassio, aos 34 minutos. Aproveitando cruzamento de Mouche, o atacante Santiago Silva deu um belo voleio, mas Alessandro salvou. Do lado corintiano, a melhor chance foi criada por Paulinho  em chute do meio da rua defendido por Orión, aos sete minutos.

Corinthians recua depois do intervalo

Na segunda etapa, o Corinthians deu espaço para o time Xeneize. Com seu envolvente toque de bola, o Boca Juniors partiu para cima e a equipe comandada por Tite acabou sendo encurralada.

Sem conseguir marcar a saída de bola, o Timão acabou chamando os argentinos para seu campo de defesa. Aos 28 minutos, veio o castigo. Mouche cobrou escanteio, Santiago Silva cabeceou, Chicão, com a mão, salvou, mas Roncaglia marcou.

Romarinho iluminado

Para mudar o resultado da partida, Tite foi corajoso ao colocar Romarinho no lugar de Danilo. Em seu primeiro toque na bola nesta Libertadores, o camisa 21, após belo passe de Emerson, deu um toque de categoria por cima de Orión para festa corintiana.

Recém-contratado do Bragantino, o meia-atacante não poderia imaginar um início melhor no Timão. Autor dos dois gols da vitória sobre o Palmeiras, no último domingo (24), Romarinho ainda não deve ter total conhecimento da grandeza do seu gol marcado na Bombonera.

– Graças a Deus brilhou a minha estrela e eu consegui fazer o gol. Foi meu primeiro toque na bola e consegui finalizar. Vi que o goleiro estava caindo e consegui dar o toque por cima dele – afirmou.

Sorte de campeão

Já nos acréscimos, o Boca Juniors perdeu grande chance. Após cruzamento, Viatri acertou a trave do goleiro Cassio. No rebote, Cvitanich, sozinho, perdeu um gol praticamente feito para desespero da torcida Xeneize.

Depois, foi só esperar o apito final do árbitro. Agora, faltam apenas 90 minutos para que o sonho corintiano finalmente se realize. Para isso, basta o Timão vencer na próxima quarta-feira, no Pacaembu. Empate levará a decisão para a prorrogação.

Relacionados