thumbnail Olá,

Sem o camisa 10, Rubro-negro tem outras opções para preencher o time titular

A era Ronaldinho no Flamengo chegou a um fim abrupto nessa quinta-feira, com a confirmação da decisão judicial que o libera de suas obrigações para com o clube. Embora já tenha manifestado a intenção de recorrer, o Rubro-Negro tem um problema maior em mãos: quem poderia ocupar a vaga deixada pelo camisa 10, na equipe de Joel Santana?

Goal.com analisa as opções existentes no plantel carioca.

A renovação com os garotos


O encerramento de um ciclo, em qualquer clube, deixa uma série de incertezas: afinal, que futuro está reservado para o Flamengo? Qual o perfil de jogador que a ser valorizado? Talvez seja a hora de olhar mais para os jovens valores, que até pouco tempo não tinham espaço na equipe.

Com um preparo físico superior ao de Ronaldinho, Diego Maurício pode voltar a aparecer na equipe, impondo mais velocidade em um ataque que já conta com Vágner Love. Negueba também é uma boa opção que, apesar de mostrar potencial nas oportunidades que recebeu durante o Mundial Sub-20 com a Seleção, no ano passado, não recebeu o mesmo voto de confiança no clube.

Há outras opções que trabalhariam na mesma lógica de renovação da equipe. Lançado na última temporada, o meia Thomas poderia voltar ao time não na mesma função do camisa 10, mas como um meia mais próximo do ataque, e protegido pelos volantes. O jovem Adryan, visto como a grande promessa das categorias de base rubro-negras, é outra possibilidade, mas também uma aposta muito arriscada: com apenas 17 anos, é um jogador pouco acostumado à pressão, a qual pode acabar sucumbindo num momento difícil como o que vive o Fla.

Experiência no momento conturbado


Ocupando um espaço de liderança no elenco, Ronaldinho era o único jogador com alguma bagagem que poderia executar a função de segundo atacante, ao lado de Vagner Love. Se quiser um homem de frente mais experiente, Joel pode apostar novamente em Deivid. Essa hipótese levaria a uma reengenharia do ataque, já que o camisa 99 deverá ocupar a função que até então pertencia ao camisa 10. Afastar Love da grande área, porém, pode ser considerado um desperdício, levando em conta as boas partidas que o jogador vêm fazendo.

A ideia seria, então, reformular o esquema rubro-negro, com mais um homem para atuar na criação de jogadas a partir da intermediária. Renato Abreu, enfim recuperado da cirurgia no coração, é talvez a melhor opção, pela identificação que tem com a camisa e capacidade para cumprir a tarefa. Por outro lado, o argentino Bottinelli é mais um que pode voltar à titularidade, lugar que ocupou vez e outra, mas ao qual nunca se assentou.

O atacante Hernane acaba de chegar à Gávea e está à disposição, mas receberia um verdadeiro batismo de fogo se fosse lançado durante esta turbulência. Uma contratação também não deve ser descartada, contanto que se trate de um jogador indiscutível, capaz de chegar e se impor no time de Joel Santana.

E para você, leitor: quem deve ocupar a vaga deixada por Ronaldinho no Fla?

Relacionados