thumbnail Olá,

Nossos colegas de Goal.com dividem suas opiniões sobre o momento vivido pelo meia do Real Madrid, e quais as perspectivas para seu futuro

Ao final da temporada 2011/12, é justo dizer que o meia Kaká está entre os jogadores mais discutidos do futebol europeu; não pela qualidade de seu futebol, infelizmente. Enquanto muitos sugerem sua decadência, outros ainda apostam na volta por cima do brasileiro, ao nível que o levou a ser o melhor do mundo há alguns anos.

Para compreender melhor o lugar de Kaká no futebol contemporâneo, buscamos a opinião de outros colegas de Goal.com ao redor do mundo, e que acompanham a carreira do jogador com especial atenção.

Kaká ainda pode ser considerado como um dos melhores jogadores em atividade?


“Longe disso. De fato, ele nunca mais conseguiu reproduzir o nível de atuação dos tempos de Milan, quando arrasava sozinho com as equipes adversárias. As lesões repetitivas, as incertezas e, é claro, a falta de partidas tiveram muito a ver com a queda que ele sofreu nos últimos anos” - Kaustav Bera, Goal.com Índia

"Todos ainda se lembram de seus melhores momentos no Milan, mas ele não pode ser considerado um dos melhores" - Peter Pedroncelli, Goal.com África

Entre os comentaristas esportivos, Kaká foi tratado como um dos maiores jogadores do futebol mundial durante boa parte de sua carreira na Europa. Muitos ainda têm como referência o jogador que brilhou no Milan em 2007, quando levou a Champions League e o Mundial de Clubes. Quando se transferiu ao Real Madrid, as expectativas cresceram ainda mais: Florentino Perez imaginou que estava em formação um elenco capaz de fazer história, ainda mais bem-sucedido que os ‘galácticos’ no início dos anos 2000. Não foi o que aconteceu.

"Kaká tem sofrido com muitas lesões. Isso quebrou seu ritmo, e impediu que ele voltasse à sua melhor forma. Esse tipo de coisa também abala a auto-confiança do atleta, tornando as coisas ainda mais difíceis" - Hocine Harzoune, Goal.com França


Desde 2009, o brasileiro tem tido enormes dificuldades para manter o alto nível de desempenho, sua passagem pelo Santiago Bernabéu foi comprometida por uma sucessão de lesões. O grande jogador, capaz de decidir partidas apenas em seu talento, foi dando lugar a um jogador instável, que variava entre o desempenho comum e alguns lampejos de genialidade. Até por isso, acabou perdendo posições no ranking dos maiores de nosso tempo, frente à consolidação de talentos como Messi e Cristiano Ronaldo, e ao surgimento de outras estrelas em potencial.


"Um jogador da classe de Kaká, se quiser se estabelecer em uma equipe, deve buscar transferência para outro lugar. Com a formação adotada por Mourinho no Real, com dois volantes, e a fase excepcional vivida por Ozil, é justo dizer que ele não vai ganhar espaço" - Kaustav Bera


Na última temporada, o camisa 8 dos Blancos chegou a ter oportunidades para mostrar seu talento, e teve relativo sucesso. Com a lesão de Di Maria, o brasileiro teve oportunidades para se consolidar nos onze inicial de José Mourinho, entre compromissos da Liga Espanhola e Champions League. Mas a irregularidade persistiu, e ele terminou o ano tal como começou: um reserva de luxo em um elenco repleto de estrelas, em um clube acostumado a investir pesado a cada janela de transferências.

"Ele ainda tem a chance de dar a volta por cima e voltar à titularidade, se mostrar que é capaz. O Real joga muitas partidas durante o ano e ele pode ser útil nesse sentido, sem falar que pode aproveitar do erro de algum titular. Por exemplo, Di Maria teve uma temporada muito irregular. Se Kaká conseguir uma sequencia de boas atuações, e o contexto for favorável, é bem provável que ele ganhe mais chances no time titular" - Hocine Harzoune


Mas qual será o destino de Kaká? No Bernabéu, é certo que disputará títulos, como bem aponta nosso colega Alberto Piñero, da Espanha. Se estiver em brigar com os jovens valores que o treinador português tem no elenco, quem sabe, ainda terá um lugar entre a nova onda de ‘galácticos’. Caso contrário, poderá buscar seu espaço em uma nova casa, como o PSG, ou ainda no Milan, onde viveu seus melhores momentos.

“Os fãs africanos do futebol gostariam de ver Kaká em um clube onde possa atuar mais vezes. Nesse sentido, gostaríamos de vê-lo fora do Real Madrid, contanto que esteja atuando em um time razoavelmente grande da Europa” - Pedro Pedroncelli

“Kaká recebe mais do que o futebol entrega em campo atualmente. Ele ganha muito para um reserva. O PSG poderia ser um bom destino para ele: ainda estaria na Europa, ganharia bem, atuaria sem pressão e poderia se tornar um ídolo novamente, em uma liga menos competitiva.” - Alberto Piñero

“O PSG já mostrou interesse nele, mas não sei se a Ligue 1 é o melhor lugar para Kaká. É um campeonato que desafia a nível tático e físico, em que não há muito espaço para que a técnica prevaleça. Fique no Real Madrid, mostre empenho, evite lesões e aproveite as oportunidades. Isso seria o ideal. Para alguém que leva uma pulseira com os dizeres ‘O que Jesus faria?’, a redenção parece ser o mais apropriado” - Houcine Harzoune

Relacionados