thumbnail Olá,

Em declaração polêmica após a classificação para as semifinais da Libertadores, Tite se mostrou irritado com a comparação da sua equipe ao Chelsea

POR FERNANDO H. AHUVIA - DIRETO DE SÃO PAULO

Após a vitória por 1 a 0 sobre o Vasco e a classificação para as semifinais da Copa Libertadores da América, o técnico Tite, do Corinthians, irritou-se com a comparação da sua equipe ao Chelsea, que conquistou a Liga dos Campeões ao derrotar o Bayern de Munique nos pênaltis.

Se levarmos em conta as estatísticas das duas equipes nos duelos pelas competições continentais, veremos que o treinador do Timão tem razão em reclamar.

“O Corinthians não joga igual ao Chelsea, não faz antijogo, não enfia a bunda lá atrás e fica esperando um gol achado. Para fazer uma comparação destas, tem que ser muito burro ou precisa usar óculos”.

- Tite em entrevista coletiva nos vestiários do Pacaembu


ESTATÍSTICAS DOS DOIS TIMES NAS
COMPETIÇÕES CONTINENTAIS


6 VITÓRIAS
7
4 EMPATES
4
0 DERROTAS
2
17 (1,7)
GOLS MARCADOS
25 (1,92)
2 (0,2)
GOLS SOFRIDOS
12 (0,92)
16,5 MÉDIA DE FINALIZAÇÕES
14,4
55% POSSE DE BOLA
44,8%

A maneira de jogar do Corinthians e do Chelsea é muito diferente. Nas dez partidas disputadas até aqui pelo time paulista na Libertadores, o técnico Tite se preocupou em colocar o time jogando para frente. Já o time comandado na fase final da Liga dos Campeões pelo italiano Roberto Di Matteo, passou a maior parte dos jogos plantado no campo de defesa e buscando sair nos contra-ataques.

Como podemos ver nas estatísticas acima, a média de gols marcados do Timão é menor do que a dos Blues, porém o número de finalizações é maior. Talvez o Corinthians esteja sentindo a falta de um centroavante que coloque a bola para o fundo das redes, mas isso não faz com que o time mude suas características e deixe de tentar o arremate.

A ideia do futebol do Chelsea é diferente. O adversário criando muitas oportunidades, provocou ir para pênalti, retardava jogo. Com 42, 43 minutos estávamos dentro do adversário, criando volume, indo para dentro.

                                                                                                          Tite

Se formos olhar a posse de bola das duas equipes, o Corinthians também leva grande vantagem. Seguindo o estilo de trabalho do técnico Tite e tendo a força do conjunto como uma de suas principais armas, o time brasileiro costuma trabalhar bem a bola até chegar ao campo de ataque do adversário e executar a finalização. Para se ter uma ideia, nas duas partidas das quartas de final da Libertadores, o alvinegro paulista teve mais posse de bola do que o Vasco.

Já o Chelsea, jogando no contra-ataque e apostando na velocidade de seus jogadores, procura fazer a sua jogada o mais rápido possível para pegar a defesa do outro time desmontada. Até por isso, os Blues tiveram menos posse de bola nas duas partidas da semifinal contra o Barcelona (como já era de se esperar) e na final contra o Bayern de Munique.

O Chelsea ter ganhado a Champions foi uma derrota para o futebol. Eles jogaram para levar a decisão para os pênaltis. Só ganhou porque é Copa, que você ganha em uma bola. Se fosse campeonato de pontos corridos não ganhariam.

                                                                                                          Tite

Relacionados