thumbnail Olá,

Goal.com analisa pontos positivos e negativos da possível transferência do brasileiro

Carlo Ancelotti já avisou. Assim que abrir a janela de transferências, o PSG volta à carga na tentativa de contratar o brasileiro Alexandre Pato. Mas será que a mudança do Milan para o time francês é o melhor para o atacante? É o que tentamos desvendar citando vantagens e desvantagens da possível transferência.

VANTAGENS


- DE COADJUVANTE À ESTRELA

- A PROTEÇÃO DO COMANDANTE

- MARCAÇÃO MAIS FROUXA


Pato chegou a Milão com a expectativa de que, em algum tempo, se transformasse em um dos grandes destaques da equipe. Ele até teve seus momentos de brilho, mas, no geral, não chegou perto do nível que se imaginava no momento de sua contratação. Hoje, ele é um coadjuvante do elenco rossonero, algo que provavelmente não acontecerá no PSG. Na França, Pato chegará como uma estrela e atrairá todas as atenções para si, algo que pode ser benéfico para sua imagem.

Para ajudá-lo a assumir essa condição com sucesso, o atacante terá a proteção de um treinador que, sempre quando se refere a ele, o faz como se fora um pai falando de seu filho. Carlo Ancelotti guiou os primeiros passos de Pato na Europa quando estava no Milan e, certamente, tem um carinho especial pelo jogador. Não é à toa que o PSG tem interesse no brasileiro, mesmo com todas as suas lesões.

Outra questão que pode facilitar a vida de Pato em território francês está ligada à qualidade dos adversários. A Itália é a terra das defesas fechadas e organizadas. Na França, a marcação não é tão eficiente. Diante de rivais não tão fortes, Pato pode encontrar maior facilidade para brilhar.

DESVANTAGENS



- UMA LIGA MENOR

- A PRESSÃO DO INVESTIMENTO




A mais óbvia desvantagem para Pato na transferência para o PSG seria a saída de uma das maiores ligas do mundo para uma competição que não chega perto em atenção de mídia e nível de competição. O PSG pode ser interessante por ser um clube emergente no cenário europeu, mas faz parte de uma liga francesa que ainda está longe das grandes competições do continente.

Além disso, há a pressão que Pato deve sofrer pelo investimento realizado em sua contratação. Se o brasileiro apresentar os mesmos problemas físicos que o atormentaram até aqui, certamente será cobrado com veemência no PSG, já que carregará sobre seus ombros o peso de ter sido a grande contratação do clube para a próxima temporada.

Relacionados