thumbnail Olá,

O que mudar? O que manter? O que fazer? No que se inspirar? Goal.com preparou uma cartilha que dá conselhos ao Flamengo para evitar ano ruim e fazer bonito no Brasileirão

POR THALES MACHADO - DIRETO DO RIO DE JANEIRO

O Flamengo chega, no fim de semana, à metade do período de “férias” forçadas de jogos, devido às eliminações precoces na Copa Libertadores e no Campeonato Carioca de Futebol. Da hora em que o Fla foi eliminado pelo Vasco da Gama no Carioca até a estreia no Brasileirão contra o Sport, no dia 20 de maio, muito aconteceu e acontecerá no mundo da bola. Na Champions League, por exemplo, Real Madrid e Barcelona foram eliminados e, antes do Fla voltar a jogar, Chelsea e Bayern decidirão quem é o campeão. Também já sabemos que o Botafogo ficou com a Taça Rio e saberemos quem, entre o time alvinegro e o Fluminense, tomará o posto do Fla de atual campeão Carioca. Na Libertadores, sonho antigo rubro negro, saberemos quais times tem a vantagem após o primeiro jogo das Quartas de Final. Independente de todas estas incógnitas do emocionante mundo do futebol, o torcedor do Fla se preocupa com apenas uma: o que o Flamengo precisa fazer para ir bem no Brasileirão?

                No começo do ano, em meio a uma das crises vividas pelo time no período, uma curiosa cartilha chamou a atenção. No documento, uma carta, assinada por Manoel Jairo dos Santos, gerente de futebol, a diretoria do Fla recomendava um tipo de comportamento aos jogadores.  Frases como "tenha garra e força de vontade para deitar cedo e cumprir as atividades propostas... Não nos decepcione. Esteja em forma” fizeram a tal cartilha virar motivo de piada na internet e de crítica entre os jogadores. Goal.com relembra a história e produz uma pequena cartilha com sete conselhos do que o Flamengo, incluindo  diretoria, comissão técnica e jogadores, precisa fazer para mudar a história de 2012 no Campeonato Brasileiro.

1 - É preciso comando...
Todo clube tem que ter um diretor, até para resolver as situações do centro de treinamento. Lógico que a gente sente falta, passa uma mensagem para presidente. Quando não tem um diretor, tem que passar direto para ela, que tem que resolver um monte de coisas no clube. ”


-Deivid, atacante do Fla

As palavras de Deivid resumem a situação incômoda vivida hoje no Fla. O time não tem um diretor de futebol e a sensação de falta de comando é clara e evidente. E o atacante deixou claro que é um sentimento de todo o grupo.

- Que precisa, precisa. Precisa para ter aquele diálogo, até para a gente ter um comando aqui dentro, conversar, conversa de futebol, o que precisa, para trabalharmos juntos - afirmou.

Ontem, mais desorganização. Depois de anunciada a aprovação por parte do conselho para o nome de Luiz Henrique como diretor de futebol, a negociação melou e nada foi feito. Paulo Angione, Américo Faria, Zinho e Antônio Lopes são os nomes cogitados. Qualquer que seja, que seja rápido para o Fla poder ter um mínimo de planejamento para o Brasileirão.

2- É necessário contratar bem...
A LISTA DE REFORÇOS
 ANDERSON CONCEIÇÃO | ZAGUEIRO, CRICIÚMA

Mais desconhecido dos reforços, o zagueiro vem do Criciúma como um dos destaques do Campeonato Catarinense. Compõe o elenco e deve ser o primeiro reserva.
 IBSON | MEIA, SANTOS

Vencedor, habilidoso, cria da casa identificado com a torcida. Ibson é a grande novidade do Fla para o Brasileiro. Deve ser anunciado em breve de maneira oficial.
 VICTORINO | ZAGUEIRO, CRUZEIRO

Mal em 2012, Victorino foi bem no ano passado e passa a segurança de um zagueiro campeão da Copa América pelo Uruguai. Será titular.

Um mês sem jogos é mais do que tempo para comissão técnica e diretoria sentarem, avaliarem as carências, negociarem e trazerem bons reforços para a sequência do ano. É evidente que um time que é eliminado precocemente nas duas competições que disputou necessita de reforços. O Fla precisa de titulares e peças de reposição em todas as zonas do campo.

Apesar de não confirmados oficialmente, a diretoria já acertou a contratação de três bons jogadores para o Brasileirão: o zagueiro Anderson Conceição, do Criciúma; o zagueiro Victorino, do Cruzeiro e o meia Ibson, atualmente no Santos.  O trabalho vem sendo bem feito, mas o time precisa de mais, ainda mais com as saídas já certas de Willians, David Braz, Galhardo, Gustavo e Airton.

Especulações de nada adiantam e só atrapalham o ambiente interno do Fla. Sonhos da diretoria, o zagueiro Juan e o meia Renato Augusto estão praticamente descartados. Adriano se recuperará de cirurgia e deve se juntar ao grupo, mas contar com ele, hoje, é dos maiores erros que o Flamengo pode cometer.

        

 

3- Joel, é preciso definir o esquema do time...
Se a defesa incomoda muito na formação do time do Flamengo (na Libertadores, o time tomou nove gols em três jogos consecutivos, o que causou a eliminação na primeira fase), é na frente a grande dúvida de Joel Santana para armar o time para o Brasileirão. As opções são simples e independe de como o time vai se armar no setor defensivo. Joel pode escolher jogar com três homens de meio campo e Ronaldinho Gaúcho, Deivid e Vágner Love na frente ou uutra opção, com dois meias mais ofensivos (no caso, Ibson e Keleberson), adiantando R10 e com Love na frente. Nesta última opção, Deivid ficaria no banco e Kleberson, um dos destaques do começo do ano, continuaria tendo oportunidade de crescer jogando.


Com os atuais reforços e saídas, o time provável do Fla no Brasileirão seria formado por Felipe, Léo Moura, Victorino, González e Júnior César; Muralha, Luiz Antônio e Ibson; Ronaldinho, Deivid (Kleberson) e Vágner Love.

4- Ronaldinho, pode ser a sua última chance na carreira...


R10 além do dez
os números do meia no Flamengo
1 título tem o jogador pelo Fla. O Carioca de 2011.
72 jogos tem R10 com a camisa do Fla. Se jogar as 38 partidas do Brasileiro completa 100 jogos pelo time.
1,4 milhões de reais. Seria o caro salário que o Fla não consegue pagar ao jogador.
3 meses de salário, deve o Flamengo ao ex-melhor do mundo.
27 gols já marcados pelo Mengão. Só seis foram em 2012..
O grande vilão do Flamengo atualmente para a torcida é também o seu jogador de maior valor. Maior contratação do Fla no ano passado, mas que até agora pouco rendeu em campo e pouco trouxe financeiramente, Ronaldinho Gaúcho disputará um Brasileirão que pode definir os rumos do seu final de carreira.



O meia, envolto em polêmicas sobre a falta de pagamento do seu salário e sobre o seu comprometimento e rendimento, tem a missão de comandar o meio de campo do Fla em uma boa campanha. Caso falhe, será o sétimo ano consecutivo de um futebol abaixo do esperado para R10. Se for mal, Ronaldo perderá qualquer confiança que Mano ainda tem dele e provavelmente não suportará a pressão e ficará fora do Fla em 2013. Fracassado na missão de recuperar o seu futebol no Brasil, é provável que o ex-melhor do mundo encerre a carreira de forma melancólica, escondido em algum campeonato de pouca importância no mundo. As esperanças ficam por conta de alguns lampejos e boas atuações que Ronaldinho teve no início do ano e no ano passado. Se jogar bem, o dentuço cala as críticas e ganha força para, supreendentemente, ser um dos nomes da Seleção Brasileira na Copa das Confederações do ano que vem.  

 

5 - É preciso mirar o passado para aprender no futuro...

Não precisa ir longe, nem no tempo, nem geograficamente, para o Fla perceber que a intertemporada forçada pode fazer bem ao time se feita da maneira correta. O exemplo mais claro é o Grêmio de 2008. Naquele ano o Tricolor gaúcho ficou de fora das finais do Gauchão e foi eliminado na 2ª rodada da Copa do Brasil pelo Atlético-GO, em pleno Olímpico. O time ficou parado do dia 9 de abril até o dia 11 de maio, quando estreou com vitória fora de casa sobre o São Paulo, que a época defendia o título nacional. Dali para frente o time engrenou, e, mantendo Celso Roth no comando, foi campeão do primeiro turno, chegou a ter onze pontos de vantagem na liderança do campeonato e só perdeu três dos primeiros 20 jogos do Brasileiro. Ao fim do ano, ficou com o vice e a vaga na Libertadores.

                Outros dois exemplos vem do Rio e do ano passado. O Botafogo, ano passado, foi eliminado precocemente pelo Avaí na Copa do Brasil e não disputou nem a semifinal da Taça Rio. Fez um bom trabalho de intertemporada, contratou jogadores importantes como o meia Renato e conseguiu fazer um bom início de Brasileirão, brigando pelo título até cinco rodadas do fim. O Vasco, também no ano passado, não se classificou para as semifinais da Taça Guanabara e, com pouco mais de um mês de trabalho no ano, teve duas semanas de folga. A diretoria se mexeu, contratou e montou a base do time que foi campeão da Copa do Brasil meses depois e que ficou com o vice do Brasileirão.

6- Reflita: só resta o Brasileirão...

Quando o Flamengo iniciar o Brasileirão terá só mais 38 jogos pela frente. O time só disputa o campeonato nacional este ano, enquanto muitos rivais terão que dividir atenções entre duas competições.

No dia 20 de Maio, quando a competição se iniciar, ao menos um brasileiro (Fluminense ou Internacional) estará na Libertadores, disputando as Quartas de final. É possível que outros três times (Santos, Corinthians e Vasco, todos candidatos ao título nacional) ainda estejam jogando nas Quartas programadas para a competição da CONMEBOL que segue até o dia 4 de Julho, quando o Brasileirão já terá sete rodadas disputadas. Na Copa do Brasil, oito times ainda estarão brigando pelo título no dia 20 de maio. De dois a sete times da Série A estarão na competição que se estende até 11 de Julho, após a 8ª rodada do nacional.

A vantagem não para por aí. No fim do ano a Copa Sul-Americana tirará parcialmente o foco de oito times do Brasileirão (São Paulo, Figueirense, Coritiba, Botafogo, Palmeiras, Grêmio, Atlético-GO e Bahia).

7- Vágner Love, continue assim....

Um dos únicos a se salvar do vexatório primeiro semestre, Vágner Love serve como inspiração e esperança para o Flamengo no Brasileirão. O atacante, que jogará pela primeira vez a competição completa pelo seu clube do coração, mostra bons números na sua segunda passagem pelo clube, e uma belíssima média de gol.

A torcida do Fla espera que o atacante continue a marcar e demonstre aos outros jogadores a paixão de vestir a camisa do clube com mais torcida no país.

Só Love, só love

 VÁGNER LOVE EM 2012
JOGOS
GOLS
MÉDIA DE GOLS
ASSISTÊNCIAS
15
11
0,73
0
 VÁGNER LOVE NO FLAMENGO (2010 e 2012)
JOGOS
GOLS
MÉDIA DE GOLS
ASSISTÊNCIAS

44
34
0,77
7

 

Relacionados