thumbnail Olá,

O atacante do Braga saiu do Brasil no anonimato para brilhar nos palcos de Portugal

Não é só a língua que aproxima Brasil e Portugal: atualmente, cerca de 120 brasucas atuam na Liga Sagres, a primeira divisão do futebol ibérico, sejam jogadores que tenham saído com boa cotação ou aqueles que permaneceram anônimos para estourar na Terrinha, como no caso do goleador Hulk, do Porto.

Recentemente, o brasileiro mais famoso de Portugal foi desbancado por um compatriota, que se acostumou a empilhar gols com a camisa do Braga: o atacante Lima é a estrela do Muito prazer, Mano dessa semana!

Brasil, de norte a sul

Rodrigo José Lima dos Santos, 28 anos, natural de Monte Alegre, deu seus primeiros passos no esporte num dos maiores clubes do Pará, o Paysandu. Depois, passeou pelo Paraná, vestindo as camisas de Iraty, J. Malucelli (atual Corinthians Paranaense) até chegar ao Paraná, em 2007. Não tendo muito sucesso, foi parar na Juventus no ano seguinte, e o papel de destaque no Campeonato Paulista rendeu-lhe uma transferência para a Vila Belmiro.

A passagem no Peixe começou bem, com direito a gol nas oitavas-de-final da Copa Libertadores, contra o Cúcuta. Que acabou sendo seu único pelo time praiano, onde as oportunidades foram, também, escassas: Kléber Pereira, Mariano Tripodi, Cuevas e Sebastian Pinto brigavam por uma vaga no time titular. Foi para o Avaí em 2009, e no meio da temporada iniciou sua jornada pela Península.

Desbravando a Península

Antes de chegar a Portugal, Lima quase parou no Metalist, da Ucrânia, mas os exames médicos impediram que assinasse o contrato. Cruzou a Europa e, aí sim, chegou ao Belenenses. Apesar dos gols e do papel de relativo destaque, não impediu que a equipe terminasse no penúltimo lugar da Liga Sagres, sendo rebaixada à segunda divisão. O Braga, que havia sido vice-campeão, viu algo de especial no brasileiro, e fechou sua contratação no início de julho de 2010.

Qualquer dúvida que a torcida pudesse ter sobre sua qualidade se esvaíram no dia 24 de agosto, quando saiu do banco na partida contra o Sevilla, na Espanha, marcou três gols e levou sua nova equipe à fase de grupos da Champions League. Os número naquela temporada foram satisfatórios, mas Lima queria mais: determinou que chegaria a pelo menos 30 tentos marcados na temporada 2011/12.


"Não me considero o homem das grandes decisões. Há outros jogadores e todos trabalham para ajudar o Braga. Eu sou apenas mais um. Mas, por ser atacante, tenho aparecido no momento certo e felizmente isso aconteceu logo nos principais jogos"


- Lima

Depois de um começo tímido, o brasileiro deslanchou a partir de novembro, marcando quatro gols nas partidas contra o Porto e o Paços de Ferreira, combinadas. Mas foi em fevereiro e março que se consolidou como um dos maiores de Portugal: deixou sua marca em oito compromissos seguidos do Braga, até o final de março, o que lhe garantiu os prêmios de melhor jogador da Liga Sagrés durante todo o período.

Não há limites para o artilheiro, que manda a bola para a rede de todas as formas possíveis, seja com arremates de fora da área, seja de cabeça, apesar de sua estatura normal (1,78 m). Todos esses momentos já estão registrados pelos torcedores, em homenagens espalhadas por vídeos na Internet. Agora, mais gente está de olho no brasuca: o Benfica pretende fazer-lhe uma proposta no meio do ano, ao memso tempo em que Hertha Berlim e Genoa também querem contar com esse faro de gol apurado.

"Os meus amigos e muitas pessoas da minha cidade lá no Brasil já me disseram para eu insistir com isso, e não descarto jogar por Portugal. Sou profissional, defenderia a seleção com toda a minha vontade."



- Lima

Seja qual for seu destino, o certo é que Lima, artilheiro isolado da Liga Sagres com 'apenas' 19 gols em 25 partidas até então, é mais um brasileiro que deixa o país, busca a sorte no Exterior e consolida seu nome em uma outra nação.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.

Relacionados