'Pé-frio', Mick Jagger diz que torcerá para o Brasil

Cantor inglês não tem um retrospecto muito positivo em Copas

Se você, leitor, quer ver o Brasil ganhando mais uma Copa do Mundo neste ano de 2010, é bom começar a rezar e apelar para a sua superstição, porque se depender de uma sorte vinda lá da África do Sul, a situação ficará complicada. Tudo porque o líder da banda inglesa Rolling Stones, Mick Jagger, anunciou que irá torcer a favor do Brasil a partir de agora. E se depender do retrospecto do pé-frio astro do rock mundial, isso não parece ser uma boa notícia.

- Bom, tenho um filho que é metade brasileiro e completamente louco por futebol, como a maiorias das pessoas no Brasil. Espero que o Brasil se dê melhor que a Inglaterra. Vamos ver como a Seleção Brasileira jogará. Então, decidirei se continuo torcendo por ela - disse Mick Jagger, em entrevista ao site da Fifa.

Até agora, as duas equipes que Mick Jagger torceu até agora já estão eliminadas. O inglês foi ao estádio na partida entre Inglaterra e Alemanha e no confronto entre Gana e Estados Unidos. Resultado: derrotas de ingleses e americanos. Depois, o astro esteve na partida entre Brasil e Chile, mas não conseguiu passar a sua "zica", já que a Seleção Brasileira enfrentou um freguês histórico.

Para provar ainda mais o azar que Mick Jagger costuma dar, ele confirmou que esteve em duas Copas do Mundo em que o Brasil não teve um retrospecto memorável.

- Estive em dois Mundiais: na França 1998 e na Alemanha 2006. Acho que só nesses dois - disse o inglês.

Nos dois Mundiais o Brasil foi eliminado pela França. No primeiro, saiu na final e e no segundo, nas quartas de final.

Entretanto, não só de más notícias para os brasileiros vive Mick Jagger. Questionado sobre qual é a seleção que ele acha que será campeã, ele apontou a sua "zica" para os nossos hermanos.

- A Argentina. Acho que eles têm uma facilidade incrível para marcar gols. É exatamente o que a Inglaterra não conseguiu fazer neste torneio - completou.