thumbnail Olá,

Zagueiro falou ao Goal.com sobre a expectativa de vencer mais um torneio continental, e não se mostra incomodado em poder reencontrar o Benfica na decisão

Por Victor Vago

Prestes a chegar em sua segunda final consecutiva em torneios europeus, o zagueiro David Luiz ainda não perdeu a sede de títulos, ainda que a Liga Europa não tenha o mesmo 'glamour' de conquistar a Champions League. O brasileiro conversou com o Goal.com sobre a partida desta quinta-feira, com o Basel, que vale vaga na grande decisão do dia 15, em Amsterdã.

Há alguns dias, os Blues participaram da cerimônia de entrega do troféu da Champions, que será disputado por Bayern e Dortmund em algumas semanas. Uma experiência não muito agradável, considerando que os atuais campeões foram eliminados ainda na fase de grupos.

"A Liga Europa é muito importante para nós", conta ele ao Goal. "Vencer a Champions League no ano passado foi incrível, e estamos trabalhando para vencer agora tanto quanto daquela vez. Temos a mesma atitude e desejo de vencer."

"Foi difícil ter que devolver o troféu da Champions League, e passar o título europeu adiante. Espero ter a chance de poder vencer o título mais uma vez. Por ora, quero vencer a Liga Europa, que é nossa chance de levantar uma taça nessa temporada. Estamos levando isso a sério. O Chelsea é uma equipe que sempre precisa brigar por títulos."

Caso o Chelsea garanta a classficiação em Stamford Bridge, algo bastante provável dada a vantagem de 2 a 1 construída na Suíça na semana passada, existe a possibilidade de David Luiz reencontrar o Benfica, clube que o projetou no cenário continental e onde os ingleses foram buscá-lo há três temporadas.

"O Basel é uma equipe que dificultou muito as coisas para nós [no jogo de ida], e que vai complicar mais uma vez. Só aí vamos pensar em final contra Benfica ou Fenerbahce", prosseguiu. "Vamos ver o que vai acontecer, mas espero que possamos chegar lá. Quero vencer, mesmo que o Benfica for nosso adversário."

Por fim, o defensor falou sobre suas virtudes ofensivas, como as cobranças de falta e chutes de média distância que tanto ajudaram o Chelsea nos últimos tempos (incluindo o gol da vitória no jogo de ida).

"Gosto de jogar entre as duas linhas. Mas depende mais da função, fico contente fazendo as duas coisas", disse. "Ainda tenho muito a aprender como defensor, estou me tornando um jogador melhor. Só tenho liberdade para atacar de acordo com a função que me passam, ou do adversário com o qual jogamos."

"Treino todos os dias [cobranças e finalizações]. Vem naturalmente quando você se dedica ao máximo", concluiu David.
Final
Sevilla FC Sevilla
v
SL Benfica Benfica
#B1with_Sevilla
#B1with_Benfica

Relacionados