thumbnail Olá,

Entidade afirma que não possui registros de partidas em campeonatos nacionais e, por este motivo, não pode atestar nenhum dos dois recordes

O mundo inteiro repercutiu a quebra de recorde de Lionel Messi, que marcou seu 86º gol em 2012 contra o Bétis, no último domingo, ultrapassando a marca que Gerd Müller, com 85, detinha há 40 anos.

Mas a Federação de Futebol da Zâmbia levantou polêmica ao  alegar que o verdadeiro dono do recorde é Godfrey Chitalu, ídolo do país, que teria marcado impressionantes 107 gols em 1972. Reclamações choveram sobre a FIFA, pedindo o reconhecimento do recorde de Chitalu.

Nesta sexta, um representante da entidade deu declarações sobre o caso.

"A FIFA não mantem arquivos sobre campeonatos nacionais, então nenhum dos dois casos se trata de um recorde oficial da FIFA," disse o porta-voz Alex Stone, em entrevista à rede BBC.

A entidade declarou que, como só faz registros de estatísticas em competições internacionais coordenadas por ela, não é possível aprovar recordes de futebol doméstico pelo mundo.

"Não temos uma base de dados detalhando todos as partidas de futebol jogadas em todos os países pelo mundo desde o dia da sua criação. Certamente nossa posição não tem nada a ver com parcialidade - se pudéssemos confirmar recordes dos nossos torneios, gostaríamos de fazer isso. É o tipo de coisa que os torcedores e a mídia gostariam de ver."

Stone confirmou que a FIFA não reconhece Messi como detentor do recorde.

"É o tipo de recorde em que alguém da imprensa coletou dados e estatísticas de algum lugar e notou que Messi estava prestes a bater a marca, não nós," afirmou.

Relacionados