thumbnail Olá,

"Não foi milagre, foi dedicação e trabalho. Ele é um jogador aguerrido, que se dedicou no tratamento e não dormiu tratando intensamente da lesão", disse

O fisioterapeuta Bruno Mazziotti destacou o empenho de Guerrero no Mundial. Com uma grave lesão, o atacante peruano que era dúvida na equipe, acabou sendo responsável pelos dois gols da equipe no Mundial, nas vitórias sobre Al Ahly e Chelsea.

Mazziotti, famoso por seu trabalho com Ronaldo Fenômeno, negou ter feito milagre e falou sobre o tratamento, que incluiu sessões de fisioterapia com eletrodos durante o voo para o Japão e infiltração de corticóide e analgésico.
 
"Não foi milagre, foi dedicação e trabalho. Ele é um jogador aguerrido, que se dedicou no tratamento e não dormiu tratando intensamente da lesão. Acabou coroado com gols na semi e final. Méritos dele e do DM (Departamento Médico)", disse Mazziotti.

Justamente por toda a dificuldade que enfrentou para estar em campo, Guerrero era um dos jogadores mais contentes com a conquista.

"Estou muito feliz, porque, depois do sacrifício que fiz, da preparação que tive, este título foi merecido. Não são só os jogadores que trabalham, tem todo um corpo técnico, os roupeiros... muita gente", disse o peruano.

Relacionados