thumbnail Olá,

O técnico do Chelsea elogia a atuação corinthiana e fala sobre a declaração polêmica de Oscar

Contestado várias vezes pela torcida desde que assumiu o comando do Chelsea, Rafa Benítez concedeu uma coletiva para falar sobre a derrota por 1 a 0 para o Corinthians, que custou o título de Campeão Mundial, e explicar suas escolhas táticas.

"Sabíamos que seria um jogo difícil, eles são uma boa equipe, criaram uma chance e marcaram. Não aproveitar nossas oportunidades fizeram a diferença no final", afirmou Benítez, que ainda fez questão de dizer que sua equipe não estava cansada pela viagem ou pelo fuso horário diferente.

Segundo o técnico do Blues, o Corinthians era uma equipe fisicamente forte, bem organizada e experiente, que soube gerenciar o jogo. "Não ficamos surpresos por isso, para as equipes da América do Sul isto é realmente a final de uma Copa do Mundo. Mas nós sabíamos que teríamos algumas chances, tivemos posse de bola e alguns contra-ataques".

Sobre sua escalação para a final, Benítez atribuiu as escolhas a uma análise feita sobre a equipe corinthiana, tentando explorar os pontos fracos alvinegros. "Vimos que nos últimos jogos o Corinthians tinha alguns problemas em defender os lados, então eu decidi usar o Moses, um jogador com ritmo e habilidade que, de fato, conseguiu boas chances para marcar", disse.

O técnico ainda falou sobre a polêmica declaração de Oscar, que o chamou de "maluco" por iniciar a partida com ele no banco. "Nos tempos modernos, com tweets,  blogs e etc, eu não confio muito nas pessoas. Além disso, é normal que um jogador fique desapontado quando é deixado de fora", declarou.

Durante a coletiva, Benítez tentou focar nos bons aspectos e também não deixou de elogiar o goleiro Cássio, grande destaque do Corinthians. "Tivemos quatro chances claras e o goleiro foi o homem do jogo. Isso significa muito para mim, em uma final você não costuma ver tantas chances claras. Torres estava lá quando uma oportunidade surgiu, a sua aptidão está melhorando, ganhou bolas no ar. Quero olhar para os aspectos positivos".

Projetando o retorno para a Inglaterra, o treinador tem planos para melhorar. "Quando retornarmos temos Leeds e Villa, iremos voltar a lutar para os próximos desafios. Vamos começar a nos preparar para ver quem está disponível, estudar a oposição, ver o que fazer... Temos que trabalhar sobre os aspectos positivos e já vi muitos por aqui. Jogamos contra um bom time, mas tivemos muitas chances, ainda precisamos melhorar", analisou.

Relacionados