thumbnail Olá,

Treinador, que foi vice-campeão mundial em 2005 com o Liverpool, lembrou da final contra o Tricolor Paulista com ironia

Rafa Benítez classificou o Chelsea para a final do Mundial, domingo, contra o Corinthians. É a primeira vez que a equipe inglesa disputa o título, mas não a do treinador. O espanhol tornou-se o primeiro técnico a chegar a uma decisão do Mundial da FIFA três vezes, comandando três equipes diferentes.

Apesar do título com a Inter de Milão, em 2010, contra o Mazembe, é a derrota de 1 a 0 para o São Paulo em 2005, com o Liverpool, que fica na memória do treinador.

"Daquela vez marcamos gols que foram invalidados. É importante que os gols sejam validados agora, né?" disse o treinador, com uma certa ironia.

Naquela oportunidade, os Reds tiveram três gols anulados, e, apesar da boa atuação, viram o goleiro Rogério Ceni brilhando para sacramentar o terceiro título Tricolor.

O treinador não quis comentar sobre a relevância do título para os ingleses, preferindo aguardar a final para então entrar neste mérito - por enquanto, diz, é melhor adotar a cautela.

Entretanto, Benítez falou sobre as dificuldades do seu início de campanha nos azuis de Londres. Apesar das três últimas boas vitórias, o técnico ainda não está completamente livre da desconfiança da torcida, que se mostrou totalmente contra a contratação dele desde o começo por conta da identificação do espanhol com o Liverpool e da demissão prematura do ídolo Roberto Di Matteo, que ocupava o cargo anteriormente.

"Foi um momento difícil, quando cheguei ao Chelsea. Em três dias já havia jogo com o Manchester City. Não é fácil. Foram dois jogos em menos de uma semana. Já sabemos as nossas condições agora e estamos mais confiantes, mas precisamos de mais tempo ainda para melhorar. De qualquer forma, estamos contentes com o que alcançamos até aqui," concluiu.

Relacionados