thumbnail Olá,

Delegação já pegou tempo rigoroso em Nagoya na manhã desta segunda-feira

O frio intenso que assola o Japão durante o Mundial de Clubes 2012 preocupa o volante Paulinho, que teme que o Corinthians, que estreia na quarta-feira, contra o Al-Ahly, pegue neve em seu primeiro compromisso no torneio. O jogador de 24 anos, que já viveu na pele a experiência do frio europeu, torce para que isso não aconteça.

"Tive uma experiência [de jogar com neve] na Polônia. Eu não gosto muito, não. É difícil de atuar. Quando tinha jogo com neve, eles passavam pomada e não adiantava. Nada esquenta", disse, em declarações reproduzidas pelo Estadão, antes de tentar apontar uma saída para superar as baixas temperaturas.

"Tem que se adaptar o mais rápido possível dentro da partida porque se você demora para entrar no jogo fica muito mais difícil."

As previsões, no entanto, não parecem muito animadoras. Nagoya, onde a delegação do Timão treina desde a chegada, amanheceu sob neve nesta segunda-feira, o que já preocupa também a comissão técnica. O médico Júlio Stancatti já pensa na melhor maneira para evitar um prejuízo na parte física dos atletas.

"Está fazendo mais frio do que imaginávamos."

"Isso tem feito com que, para evitar riscos de lesão, os alongamentos estão sendo feitos num tempo maior e mesmo assim jogadores reclamam da falta de sensibilidade nas extremidades do corpo", afirmou o fisiologista.

Para o dia 12, quando os brasileiros encaram os egípicios em Toyota, a previsão é de que a noite chegue a 2 graus.